Marabá, PA, recebe a 8ª etapa do Circuito Nelore de Qualidade

Em 2021, já estão confirmadas 36 etapas e, até o fim do ano, mais de 20 mil animais devem ser avaliados, informa a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB)

Com promoção da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) e Associação dos Criadores de Nelore do Norte do Brasil (ACNNB), o Circuito Nelore de Qualidade 2021 chega à 8ª etapa, que será realizada em Marabá, no Pará, nos dias 16 e 17 de julho.

A expectativa é de que ao menos 500 animais sejam avaliados. O circuito conta com apoio de Friboi e Matsuda Sementes e Nutrição Animal.

“Esta é a primeira das três etapas do Circuito no Pará. Após Marabá, teremos avaliação de carcaças em Redenção e em Santana do Araguaia, em setembro. O Circuito Nelore de Qualidade avalia a produção, contribuindo para a evolução dos trabalhos de melhoramento genético e consequente evolução da raça Nelore. Além disso, é uma excelente oportunidade para os pecuaristas usarem os resultados como parâmetro, ao comparar o seu trabalho com o de outras fazendas”, ressalta André Locateli, gerente executivo da ACNB.

Promovido desde 1999, o Circuito conta com apoio da Friboi e Matsuda Sementes e Nutrição Animal e cresce a cada ano: em 2021, já estão confirmadas 36 etapas. Até o fim do ano, mais de 20 mil animais devem ser avaliados.

“O Circuito Nelore de Qualidade vem contribuir com a pecuária do Pará, ajudando a evidenciar a força do Nelore, a qualidade da carne zebuína e a capacidade de adaptação da raça em qualquer clima. Mesmo em um estado com temperatura média elevada, os animais têm ótimo desempenho”, destaca Cincinato Area Leão, presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Norte do Brasil (ACNNB).

Neste ano, o Circuito Nelore de Qualidade conta com mais um campeonato nacional: “Melhores Lotes de Carcaças de Animais com Pai Identificado”, com a participação de progênies de touros identificados. Trata-se de mais uma oportunidade para comprovar a qualidade da genética selecionada.

Outra novidade é a Medalha Ouro Branco, que valoriza os lotes de fêmeas com até quatro dentes incisivos permanentes (d.i.p.) e machos castrados com até dois d.i.p., com cobertura de gordura na carcaça mediana ou uniforme e peso de carcaça quente entre 16 e 25 arrobas.

Fonte: Ascom ACNB

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO | Pasto inteligente

Veja os destaques da edição de novembro e o ‘Especial Pastagem’; na capa, a formação de pastos multigramíneas, visando oferecer mais capim nas águas e reduzir a escassez na seca, é o novo horizonte das pesquisas

Revista DBO | Pasto inteligente

Veja os destaques da edição de novembro e o ‘Especial Pastagem’; na capa, a formação de pastos multigramíneas, visando oferecer mais capim nas águas e reduzir a escassez na seca, é o novo horizonte das pesquisas

Publieditorial

Cromo: Mineral essencial para bovinos de corte

O cromo é um dos principais minerais utilizados na nutrição de bovinos de corte em todas as fases da vida produtiva, e é reconhecidamente essencial para o organismo dos animais e humanos há mais de 40 anos.

Cromo: Mineral essencial para bovinos de corte

O cromo é um dos principais minerais utilizados na nutrição de bovinos de corte em todas as fases da vida produtiva, e é reconhecidamente essencial para o organismo dos animais e humanos há mais de 40 anos.

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.