Média de touros vendidos na ExpoGrande recua 5%

Preços não acompanharam a valorização do gado de corte e estabilidade da arroba no MS
Leilão VRJO teve a maior oferta e maior média de touros da ExpoGrande/Foto: Agroin Comunicação

Maior feira do Centro-Oeste, a ExpoGrande cumpriu sua agenda entre os dias 7 e 14 de abril, em Campo Grande, MS. Tradicional palco para venda de genética de raças de corte, principalmente de touros, a mostra deste ano vivia expectativa de alta nos preços em função do otimismo do setor, estabilidade no preço da arroba e valorização do bezerro na região.

No entanto, a previsão não se confirmou nas pistas. De acordo com o Banco de Dados da DBO, foram comercializados 356 touros Nelore à média de R$ 9.501, valor 5% mais baixo do que os R$ 10.101 do ano passado.

Continue a leitura após o anúncio

“Todos os remates tiveram casa cheia, gado bom e grifes de renome. No entanto, os preços ficaram abaixo do esperado. Algo totalmente estranho, pois as cotações na base da cadeia estão em alta”, destacou o leiloeiro Luciano Pires, responsável pelo comando do martelo dos principais remates da feira.

Segundo Pires, um bom bezerro, que em temporadas anteriores era vendido a R$ 1.200 de média, esse ano vem sendo comercializado a R$ 1.500. O mesmo tem ocorrido com as fêmeas e demais categorias. “O mercado empacou sem nenhum motivo aparente. Só nos resta aguardar que os preços reajam nos próximos meses”.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO