Minerva Foods alcança 100% de conformidade socioambiental em auditoria realizada pelo MPF no Pará

O relatório avaliou os resultados de empresas comprometidas com as agendas de combate ao desmatamento ilegal na pecuária

A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina na América do Sul e uma das maiores empresas na produção e comercialização de carne in natura e seus derivados na região, reforça mais uma vez seu compromisso com o desenvolvimento sustentável da cadeia agropecuária ao atestar a total conformidade com o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) da pecuária no Pará, conforme relata auditoria supervisionada pelo Ministério Público Federal, o principal e mais confiável órgão de verificação da cadeia produtiva brasileira, em parceria com a ONG Amigos da Terra – Amazônia Brasileira.

O relatório avaliou os resultados de empresas comprometidas com as agendas de combate ao desmatamento ilegal na pecuária.

O TAC foca em aspectos legais, ambientais e sociais envolvidos na atividade pecuária, exigindo que as indústrias produtoras de proteína verifiquem se as propriedades com as quais negociam seguem em conformidades com critérios e leis socioambientais.

Dessa forma, os compromissos firmados pela Minerva Foods contribuem para a não comercialização de matéria-prima proveniente de áreas com desmatamento ilegal, grilagem, trabalho escravo, invasões a unidades de conservação e a terras indígenas e quilombolas, ou sem regularização ambiental ou fundiária.

A nova conquista confirma não só as boas práticas de sustentabilidade da Minerva Foods, mas também reitera seu compromisso com a Pecuária Sustentável e com o trabalho que vem sendo executado por todo o setor.

“Trabalhamos continuamente para garantir um modelo sustentável de negócio, do campo à mesa, com respeito ao meio ambiente, às pessoas e incentivo ao desenvolvimento de toda a cadeia produtiva. O resultado da principal auditoria sobre o combate ao desmatamento ilegal na Amazônia mostra que estamos no caminho certo, contribuindo para a pecuária verde, com o compromisso de engajar a cadeia nessa trajetória”, destaca Taciano Custódio, Diretor de Sustentabilidade da Minerva Foods.

A companhia é a primeira e única empresa do setor a utilizar sistemas de informações geográficas em todas as regiões no Brasil e no Paraguai, com pioneirismo no monitoramento de fornecedores no Cerrado e no uso de tecnologias para avaliar riscos dos indiretos.

SAIBA MAIS | Revista DBO : Minerva com foco Net Zero

De acordo com a empresa, são mais de 14 milhões de hectares analisados entre o Brasil e o Paraguai. Juntas, todas as regiões que monitoradas são maiores que o território da Grécia.

No Brasil, 100% de compras realizadas pela Minerva Foods são monitoradas nas regiões da Amazônia, Cerrado, Pantanal e Mata Atlântica, por meio de mapas georreferenciados de fazendas fornecedoras diretas, garantindo o cumprimento de rigorosos critérios socioambientais por parte de seus parceiros comerciais.

Atualmente, a empresa monitora de forma privada mais de 9.000 fornecedores no bioma Amazônia, compreendendo uma área total de mais de 9 milhões de hectares, uma região equivalente ao território de Portugal. Além disso, também monitora mais de 2 milhões de hectares no Cerrado, Pantanal e Mata Atlântica.

Entre diversas outras iniciativas, a Minerva Foods é também a primeira companhia do setor a avançar com ações materiais para avaliação da cadeia de fazendas fornecedoras indiretas na Amazônia.

Em 2020, a Companhia iniciou testes com o Visipec, uma ferramenta para avaliação de riscos relacionados a esses fornecedores no Brasil, desenvolvida pela Universidade de Wisconsin em parceria com a National Wildlife Federation (NWF).

Os resultados dos testes preliminares com a ferramenta são motivadores: 99,8% dos fornecedores diretos avaliados apresentaram conformidade com as boas práticas do Grupo de Trabalho dos Fornecedores Indiretos (GTFI) e, portanto, conformidade quanto ao monitoramento de desmatamento em fazendas fornecedoras indiretas nível 1 da Minerva Foods.

Os resultados dos testes e mais informações sobre a integração da ferramenta estão disponíveis em https://ri.minervafoods.com/.

Antecipando a meta anunciada em abril em quatro meses, a empresa integrou a ferramenta Visipec ao seu sistema de monitoramento geográfico para a Amazônia.

Recentemente, a Minerva Foods ainda anunciou sua nova estratégia de Sustentabilidade, com o compromisso de ser Carbono Neutro, alcançando emissões líquidas zero, até 2035 – 15 anos antes do previsto no Acordo de Paris. A companhia investirá em projetos que ajudam a reduzir as emissões em toda a cadeia produtiva até a data anunciada.

O primeiro compromisso é garantir o fim do desmatamento ilegal em toda a cadeia de abastecimento na América do Sul. A empresa seguirá com o monitoramento geográfico em todos os territórios do Brasil e expandirá para 100% dos fornecedores diretos no Paraguai, em 2021; na Colômbia, em 2023; no Uruguai, em 2025 e demais países do continente até 2030.

A Minerva Foods também irá inserir 50% dos fornecedores de carne bovina no Novo Programa de Baixa Emissão de Carbono até 2030. A estratégia irá fortalecer a parceria com instituições de pesquisa, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); o Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT/Colômbia); e o Instituto Nacional de Investigação Agropecuária (INIA/Uruguai).

Fonte: Ascom Minerva Foods

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

Cromo: Mineral essencial para bovinos de corte

O cromo é um dos principais minerais utilizados na nutrição de bovinos de corte em todas as fases da vida produtiva, e é reconhecidamente essencial para o organismo dos animais e humanos há mais de 40 anos.

Cromo: Mineral essencial para bovinos de corte

O cromo é um dos principais minerais utilizados na nutrição de bovinos de corte em todas as fases da vida produtiva, e é reconhecidamente essencial para o organismo dos animais e humanos há mais de 40 anos.

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.