Minerva negocia parceria com investidor saudita para atuar na Austrália

Possível acordo deve fortalecer ainda mais a exposição e as operações da companhia brasileira no Oriente Médio e na Ásia

O frigorífico brasileiro Minerva assinou um memorando de entendimento com o grupo investidor saudita – a Saudi Agricultural and Livestock Investment Company (Salic). O documento visa a possível aquisição de ativos de processamento na Austrália, além da formação de uma joint venture focada na criação, agricultura, processamento e exportação de ovinos e bovinos. A informação foi publicada no portal australiano Beef Central. A Salic já é sócia da Minerva S/A, com 33,76% das ações da empresa.

A Minerva Foods disse ao portal australiano que, com o apoio da Salic, o contrato de fornecimento deve fortalecer a exposição e as operações da companhia brasileira no Oriente Médio e na Ásia, que abrangem cerca de 65% da população mundial e 40% do PIB (Produto Interno Bruto) global. Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), esses mercados foram responsáveis ​​por mais de 60% das importações globais de carne bovina em 2020. Nos três primeiros trimestres de 2020, a região foi o destino de cerca de 55% das exportações de carne bovina da Minerva Foods.

De acordo com o contrato de fornecimento, a Salic pode adquirir até 25.000 toneladas de produtos da Minerva por ano, a preços de mercado, de acordo com termos e procedimentos pré-definidos, disse um comunicado. A Minerva Foods também assinou um memorando de entendimento com a Salic visando a possível aquisição de ativos na Austrália e a formação de uma joint venture no país da Oceania.

“A Austrália é o maior exportador mundial de produtos processados ​​de carne ovina e o segundo maior exportador de carne bovina. É reconhecida mundialmente pela tradição e qualidade de seus produtos, acessando tanto mercados de alto crescimento, como Ásia e Oriente Médio, quanto mercados de alta renda que possibilitam maior rentabilidade, como Estados Unidos, Europa, Japão e Coreia do Sul”, disse a Minerva. O frigorífico brasileiro disse ainda que a potencial criação da joint venture em parceria com a Salic irá resultar em novas oportunidades de negócios, a fim de atender à crescente demanda global por proteína animal.

A Merredin Farms, subsidiária integral da Salic Austrália, controla hoje os ativos agrícolas e de pastagem australianos, totalizando 211.000 hectares. O portfólio inclui 158.000 hectares de terras aráveis, dos quais pouco mais de 90.000 hectares são cultivados na safra atual. Além disso, a empresa administra cerca de 40.000 ovelhas. A Salic UK é a subsidiária integral do Grupo com sede em Londres, estabelecida em 2014 para facilitar os investimentos do grupo em novos empreendimentos no exterior. Além disso, a companhia supervisiona as atividades de gestão de fundos de investimento do grupo no Reino Unido, atuando como uma holding para investimentos na Europa, América do Norte e outras regiões. (Adaptação texto da Beef Central).

 

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

As apostas são altas para o futuro da produção de carne no Brasil. Veja o que dizem as lideranças ouvidas para o Especial Perspectivas 2021 do Anuário DBO. Assista:

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.