MT normaliza abastecimento de exames de tuberculose

Com a resolução do problema, Estado voltou a exigir diagnóstico para trânsito interestadual de animais

O estoque de insumo para a realização do diagnóstico para tuberculose bovina está normalizado em Mato Grosso. De acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), os 64 médicos veterinários habilitados dispõem de 16.000 doses de tuberculina PPD (Derivado Proteico Purificado) bovina. A revenda cadastrada no estado tem em estoque cerca de 4.400 doses e até o fim de novembro deve receber mais 20.000 doses do insumo.

Continue a leitura após o anúncio

Em razão disso, foi restabelecida a obrigatoriedade da apresentação do diagnóstico negativo de tuberculose para a participação de animais em eventos agropecuários e para o trânsito interestadual com a finalidade de reprodução. A exigência do diagnóstico havia sido suspensa em julho deste ano, devido à falta do insumo no país.

À época, o Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) enviou memorando aos Estados facultando a exigência do exame – até que o abastecimento fosse normalizado.

Fonte: Indea MT

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO