Mato Grosso: projeto Fazenda Pantaneira Sustentável apresentará resultados

A FPS consiste em fazer diagnósticos ambientais, sociais e econômicos nas 15 fazendas assistidas em Poconé, Cáceres, Rondonópolis, Itiquira e Barão de Melgaço

O Sistema Famato promoverá no dia 26 de novembro, das 8h às 12h30, o “II Encontro de Produtores Rurais” do projeto Fazenda Pantaneira Sustentável (FPS).

O evento será em formato híbrido com transmissão ao vivo pelo YouTube. A participação presencial será restrita aos participantes do projeto e produtores rurais.

O evento vai tratar do andamento e evolução do projeto, diagnóstico das propriedades participantes, metodologias de pesquisas, políticas públicas da região pantaneira, aptidão produtiva das fazendas, indicadores, entre outros.

Na programação constam palestras com pesquisadores da Embrapa e lideranças do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

A Fazenda Pantaneira Sustentável (FPS) é um projeto piloto criado para auxiliar produtores rurais do bioma Pantanal de Mato Grosso a se desenvolverem economicamente na região e de forma sustentável.

SAIBA MAIS | Revista DBO: Gramíneas nativas do Pantanal têm valor

A iniciativa é coordenada pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) e Embrapa Pantanal. Tem a parceria do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e Sindicatos Rurais.

Começou em 2018 e terá duração de cinco anos. A FPS consiste em fazer diagnósticos ambientais, sociais e econômicos em cada uma das 15 propriedades rurais assistidas, localizadas em cinco municípios do estado: Poconé, Cáceres, Rondonópolis, Itiquira e Barão de Melgaço; confira o site do projeto AQUI.

Os trabalhos contam com um time de técnicos das entidades envolvidas que visitam as propriedades rurais periodicamente para fazer o levantamento das informações e orientam os produtores conforme as particularidades de cada fazenda.

O levantamento de dados é feito por meio de um software denominado FPS, desenvolvido pela Embrapa Pantanal, que possibilita acompanhar a evolução da sustentabilidade de cada propriedade.

VEJA TAMBÉM | Quanto vale um pasto nativo no Pantanal?

A ferramenta faz parte do projeto e funciona como uma espécie de raio-x da fazenda, indicando seus pontos fortes, fragilidades, potencial produtivo e alternativas para melhorar os resultados.

“O projeto contribui para avaliar as variáveis ambientais, econômicas e sociais das propriedades rurais, além de sugerir boas práticas de manejo que resultarão no aperfeiçoamento da sustentabilidade da área. No encontro teremos a oportunidade de verificar os resultados preliminares de mais um ano desta importante iniciativa”, informa a gestora do Núcleo Técnico da Famato, Lucélia Avi.

Fonte: Ascom Famato

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.