No MT, preços do boi gordo recuaram com maior intensidade em abril/22

Diante da queda mais elevada na praça mato-grossense, o diferencial de base MT-SP voltou a se alargar e alcançou o patamar de 13,06%, aponta o Imea

Durante abril/22, os preços do boi gordo abatido em Mato Grosso registraram quedas mais acentuadas em relação aos movimentos de baixa registrados no interior de São Paulo, referência para as demais regiões pecuárias brasileiras.

Segundo dados apurados pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), no mês passado os preços do boi gordo negociado em MT recuaram 4,52% em relação ao valor médio de março/22, para R$ 293,98/@, sem Funrural.

Por sua vez, na praça paulista, o macho terminado ficou cotado a R$ 338,15/@ em abril/22, com redução de 2,84% considerando a mesma base de comparação.

Diante da queda mais elevada na praça mato-grossense, o diferencial de base MT-SP (diferença de preços entre as duas praças) voltou a se alargar em abril/22, alcançando o patamar de 13,06%, o que significou elevação de 13,34 pontos percentuais em relação ao indicador de março/22, compara o Imea.

VEJA TAMBÉM | Ágio do boi magro sobre boi gordo segue em queda nas principais praças pecuárias

Para maio, relata o instituto, já foram observados decréscimos consecutivos no preço médio do boi gordo negociado nas praças do Mato Grosso e de São Paulo.

Até o dia 13 de maio (sexta-feira passada), a cotação média do boi gordo do Mato Grosso recuou para R$ 289,20/@, enquanto o preço médio do boi paulista ficou em R$ 332,75/@.

“O contínuo cenário de demanda interna enfraquecida e o final de safra continuam impactando na volatilidade dos preços”, observa o Imea.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.