Oferta de boi gordo segue restrita, segundo o Cepea

No acumulado do mês de novembro, as cotações permanecem estáveis na maior parte das praças pecuárias

A oferta de boi gordo para abate segue restrita na maioria das regiões acompanhadas pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA-Esalq/USP). No entanto, compradores ainda limitam as aquisições de novos lotes de animais e pressionam os valores de negociação.

Assim, nessa quarta-feira (25/11) 25, o Indicador do boi gordo CEPEA/B3 fechou a R$ 278,30, com queda de 1,36% frente à quarta anterior, 18/11. No acumulado de novembro, contudo, verifica-se estabilidade, com ligeira baixa de 0,04%.

Quanto à carne negociada no atacado da Grande São Paulo, a carcaça casada bovina foi negociada a R$ 18,96/kg, à vista, nessa quarta, recuo de 1% em sete dias, mas elevação de 4% no acumulado da parcial de novembro. Fonte: Cepea

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.