OUÇA 🎧 | Em 2021, custo de produção do boi gordo no MT subiu 40,8%

Confira a avaliação em áudio do engenheiro agrônomo Cleiton Gauer, superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária

Entrou para a história o custo de produção de uma arroba de carne bovina no sistema de recria/engorda em Mato Grosso; em média, o pecuarista desembolsou R$ 279,05 por arroba no ano passado. A alta foi de 40,8% em comparação com 2020.

A recria/engorda foi a que registrou o maior custo operacional total (COT) entre os três sistemas de produção da pecuária de corte (cria, recria/engorda e ciclo completo).

Logo atrás da recria/engorda, vem o ciclo completo com alta de 16,11% e um COT de R$ 241,02 por arroba. A cria, com alta de 15,15%, fechou o 4º trimestre de 2021 com um custo de R$ 284,77 por arroba.

Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), de Cuiabá (MT). O fechamento das contas da pecuária de corte foi divulgado na segunda-feira, 24, com os números do 4º trimestre de 2021, que traz a consolidação do ano.

Foto: Divulgação/Imea

“O ano de 2021 foi marcado por uma alta histórica dos custos de produção, não só no Estado de Mato Grosso, mas em todo o País, de modo geral. E quando analisamos a atividade pecuária, isso não foi diferente. Principalmente o sistema de recria e engorda, que acabou sendo impactado diretamente”, explica o engenheiro agrônomo Cleiton Gauer, superintendente do Imea.

OUÇA na íntegra a avaliação de Cleiton Gauer 🎧

A alta poderia ter sido até maior, se o último trimestre do ano tivesse seguido a tendência de alta dos períodos anteriores.

No entanto, o que o Imea observou foi uma queda de 0,68% no sistema de cria e de 0,40% na recria/engorda na comparação entre o 3º e o 4º trimestre do ano passado.

O principal componente desse recuo no custo foi a queda das cotações dos animais de reposição, iniciada no início de setembro de 2021.

OUÇA 🎧 | “O caos pode estar se instalando de novo”, afirma pecuarista de São Paulo

Arroba MT x SP – Outra avaliação feita pelo Imea foi a diminuição da distância entre os preços da arroba praticados em Mato Grosso com o preço base de São Paulo (Cepea), também conhecido o índice de diferencial de base (que é dado em porcentagem). Segundo o órgão mato-grossense, o indicador passou da média de -10,68%, em 2020, para -5,85% em 2021.

A diferença encurtou 4,83 pontos porcentuais. Trocando em miúdos, a arroba do boi gordo mato-grossense, que em 2020 valia cerca de 11% a menos que a arroba de São Paulo, passou a ser comercializada cerca de 6% a menos das praças paulistas.

A média da cotação em dezembro de 2021 fechou R$ 323,32, em São Paulo, e R$ 292,40, em Mato Grosso, ambas livres de impostos.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.