Porto de Paranaguá exporta 1,642 milhão de toneladas de soja em março

A exportação de soja pelo corredor leste do Porto de Paranaguá aumentou 232% em março na comparação com fevereiro de 2021

A exportação de soja pelo corredor leste do Porto de Paranaguá aumentou 232% em março na comparação com fevereiro, alcançando 1,642 milhão de toneladas, segundo nota do porto.

No acumulado do primeiro trimestre do ano, foram embarcadas 2,167 milhões de toneladas do grão pelo terminal portuário, queda de 36% ante os 3,349 milhões de toneladas exportadas nos três primeiros meses de 2020.

“A tendência é intensificar cada vez mais. Nossa expectativa é que o volume de soja exportado este ano seja tão grande quanto foi no ano passado”, afirmou o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, no comunicado.

O diretor destacou que, em virtude do atraso na colheita da oleaginosa, o produto chegou mais tarde no porto. “Apesar de estar começando mais tarde, temos certeza de que a eficiência dos operadores e os investimentos permanentes na estrutura pública de escoamento vão compensar ao longo do ano”, explicou Garcia. De acordo com os dados do porto, em janeiro as exportações de soja pelo terminal atingiram 30 mil toneladas, passando para 495 mil toneladas em fevereiro.

O Porto de Paranaguá informou, ainda, que somando farelo de soja, trigo e milho – também escoados pelo corredor leste -, as exportações do primeiro trimestre totalizaram 3,653 milhões de toneladas, alta de 138% em março frente a fevereiro.

De farelo de soja, foram embarcados 880,5 mil toneladas pelo porto, de milho, 591,6 mil toneladas, e de trigo, 14 mil toneladas. O porto destaca que o volume de milho foi praticamente o dobro exportado nos três primeiros meses do ano passado, com incremento de 98%

Na comparação com os três primeiros meses de 2020, quando foram exportados 4,721 milhões de toneladas, os embarques deste ano do corredor leste caíram 54%. A maior queda foi observada nos embarques de soja em grão, de 36%.

De farelo de soja, as exportações foram 18% menores, contra 1,075 milhão de toneladas embarcadas no primeiro trimestre do ano passado. O motivo do recuo nas exportações do complexo soja é o atraso na colheita da oleaginosa da safra 2020/21.

Oeste 

Pelo corredor oeste do Porto de Paranaguá, foram exportadas 373,4 mil toneladas de soja em grão e farelo de soja no primeiro trimestre deste ano. Na comparação com igual período do ano passado, o volume dos produtos embarcados foi 68,5% superior.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO | Ele quer todo gado na sombra

VEJA os destaques da edição de maio e o Especial Instalações e Equipamentos; na capa, a Agropastoril Campanelli investe em cobertura metálica dos currais e comprova ganho de mais de meia arroba por animal engordado na sombra

Revista DBO | Ele quer todo gado na sombra

VEJA os destaques da edição de maio e o Especial Instalações e Equipamentos; na capa, a Agropastoril Campanelli investe em cobertura metálica dos currais e comprova ganho de mais de meia arroba por animal engordado na sombra

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.