Preço da carne de frango recua na 2º quinzena de fevereiro

No entanto, a cotação média para o produto neste mês supera o valor apurado em janeiro
Créditos: Divulgação/Copacol.

O preço médio da carne de frango em fevereiro supera o valor apurado em janeiro, ainda que a procura pelo produto tenha caído nesta segunda quinzena, o que se refletiu nas cotações, disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A cotação do frango inteiro congelado comercializado na Grande São Paulo no período de 17 a 24 de fevereiro recuou 1,7%, para R$ 5,82 o quilo na quarta-feira (24/2). Apesar da baixa, a média na parcial do mês, de 5,79/kg, é 1,8% superior à de janeiro. Na região de Toledo (PR), a desvalorização da carne congelada foi de 1,4% em sete dias, chegando a R$ 6,77/kg ontem. A média parcial de fevereiro ficou em R$ 6,70/kg, 10,2% acima da registrada no mês anterior.

A reação negativa também foi observada nos preços dos cortes e dos miúdos, diz o Cepea. A coxa com sobrecoxa resfriada, um dos cortes com melhor saída no mercado doméstico, teve desvalorização de 2,8% entre 17 e 24 de fevereiro, cotada a R$ 6,29/kg na quarta-feira. A média parcial do mês, de R$ 6,31/kg, é 5,3% maior ante a observada em janeiro.

Já o peito resfriado, item que também é muito procurado pelo consumidor brasileiro, fechou a R$ 7,09/kg ontem (24), queda de 0,4% em sete dias. A média, de R$ 7,01/kg na parcial de fevereiro, também é maior que a de janeiro, em 5,2%.

Colaboradores do Cepea indicam, ainda, que há baixa disponibilidade interna de alguns produtos por conta das exportações, caso do pé, do coração e do pescoço. Na comparação com outros períodos, a oferta interna está restrita e os preços, elevados, devido à alta demanda externa.

Em relação aos insumos, os preços do farelo estão em queda, enquanto as cotações do milho voltaram a se elevar, segundo levantamento da Equipe Grãos do Cepea. O Indicador Esalq/BM&FBovespa registrou alta de 1,7% de 17 a 24 de fevereiro, indo a R$ 85,19 a saca na quarta-feira. Por outro lado, a tonelada de farelo de soja comercializada no mercado de lotes de Campinas teve queda de 1,6% no mesmo período, cotada a R$ 2.833,00.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

As apostas são altas para o futuro da produção de carne no Brasil. Veja o que dizem as lideranças ouvidas para o Especial Perspectivas 2021 do Anuário DBO. Assista:

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.