Preço do boi gordo atinge maior patamar desde o início do ano. Viés é de alta

Oferta limitada de boiadas continua dando sustentação ao mercado

A oferta limitada de boiadas continua dando sustentação ao valor da arroba do boi gordo nas principais praças pecuárias do país. No fechamento de terça-feira, 1 de outubro, a cotação do boi gordo subiu 0,3%, cotada a R$160,00/@, à vista, livre de Funrural – o maior patamar desde o início de 2019.

Continue a leitura após o anúncio

Em São Paulo, apesar das variações de preços ocorrerem de maneira compassada, a última desvalorização registrada no estado foi há mais de uma semana, no dia 24 de setembro. No Sudeste do Mato Grosso, a arroba do boi gordo está cotada, em média, em R$142,00, à vista, livre de Funrural, segundo levantamento da Scot Consultoria. Desde o início do mês, o preço subiu 2,9%.

“Dificilmente se observa compradores testando o mercado, ofertando preços abaixo da referência, o que indica que há uma expectativa de melhora do consumo para os próximos dias”, avalia a empresa, em nota. Segundo a empresa, os testes de preços abaixo da referência, quando ocorrem, não tem se transformado em negócios efetivados.

“Mesmo o aumento gradativo do volume de boiadas de cocho chegando ao mercado não tem sido suficiente para arrefecer o mercado. Para o curto prazo a expectativa é de que a oferta restrita mantenha o mercado com os preços firmes”, aponta a Scot.

 

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.