Preços do leite ao produtor não devem cair com muita força nesta safra

Levantamento da Scot Consultoria junto aos laticínios aponta para estabilidade ou queda amena em dezembro e janeiro

Houve uma ligeira queda no preço do leite pago ao produtor no mês de novembro, um recuo médio de 0,2% segundo levantamento da Scot Consultoria. O zootecnista e consultor Rafael Ribeiro, da Scot, detalha o que aconteceu. 

“Em São Paulo, Minas, Goiás, Paraná e Santa Catarina o preço recuou entre 0,3 e 0,9% em relação ao pagamento do mês de outubro, mas no Rio de Janeiro, Espírito Santo e Estados do Centro Oeste as fortes chuvas acabaram dando sustentação ao preço do leite em função da dificuldade de coleta e até do prejuízo à produção. Também no Rio Grande do Sul, onde houve uma queda na produção, houve sustentação e até uma alta nos preços do leite”.

Continue a leitura após o anúncio

Segundo o analista, apesar de estarmos em plena safra há um incremento menor da produção e um escoamento melhor dos lácteos no atacado e no varejo, o que sinaliza um momento, senão de estabilidade dos preços, pelo menos com queda menor que o normal nesta época do ano.

Juliana Pila, também zootecnista e consultora da Scot, observa que em outubro a produção de leite cresceu 1,6% e em novembro os dados parciais apontavam para um aumento de captação de apenas 0,5%. Em comparação com o mesmo período do ano passado, em outubro de 2018 a produção cresceu quase 4% e em novembro quase 1%, o que demonstra que o ritmo de crescimento em 2019 está menor. Para isso também tem colaborado a redução dos investimentos por parte do pecuarista, principalmente devido ao aumento dos custos de produção, que segundo o levantamento da Scot subiu 2,2% em novembro em relação a outubro. Subiram os alimentos concentrados, tanto os proteicos como os energéticos, com destaque para o milho, em função da demanda externa, mas também subiram os produtos veterinários e combustíveis. Com tudo isso, a margem do produtor reduziu-se em 3 pontos percentuais em relação a outubro e em relação a novembro de 2018 houve queda de 25%. 

As chuvas já se normalizaram em grande parte do país, melhorando as condições das pastagens, mas em outros locais, como norte de Minas e partes de Goiás, as precipitações estão abaixo do normal para o período, o que vem prejudicando a recuperação dos pastos. 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print
2742961

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Notícias relacionadas:

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Cadastre-se e receba nossas notícias

Todos os dias no seu e-mail melhor conteúdo do agronegócio. 

Quais newsletter você gostaria de receber?
Notícias diárias (resumo do dia)Jornal de Leilões (semanal)