Menu
Menu

Preços firmes da boiada, com altas evidentes no MS

Escalas curtas fizeram com que os frigoríficos entrassem ofertando mais pelo animal terminado

A baixa oferta de animais prontos para abate continua sustentando os preços internos do boi gordo, informa as consultorias nesta quinta-feira.

Entre as praças pecuárias, analistas verificam uma baixa disponibilidade de gado sobretudo no Mato Grosso do Sul, onde as programações de abate dos frigoríficos locais atendem até metade da próxima semana, segundo levantamento da Agrifatto.

“O predomínio das negociações no Mato Grosso do Sul fica ao redor de R$ 147/@ (com pagamento à vista, para descontar impostos)”, relata a consultoria.

Segundo a Scot Consultoria, nas regiões de Campo Grande e Dourado, as escalas curtas (média quatro dias) fizeram com que os frigoríficos entrassem ofertando mais pelo animal terminado. Em ambas as praças, diz a Scot, a arroba do boi gordo estava cotada ontem, em média, em R$ 146, a prazo, livre de Funrural, alta de R$ 1/@ na comparação com o dia anterior.

Estabilidade no mercado de boi, com tendência de alta

Nesta quinta-feira, o mercado físico de boi gordo registrou uma majoritária estabilidade nos preços pagos pela arroba, com variações pontuais e, em grande maioria, mantendo o viés altista, segundo informa boletim vespertino da Informa Economics FNP.

Com a maioria das indústrias com escalas de abate para o início da próxima semana, a pressão de alta que atinge os preços vem, em grande parte, da dificuldade na aquisição de animais, segundo a consultoria.

Em todas as regiões, existe uma baixa disponibilidade da boiada gorda, o que dificulta uma melhora na liquidez.

Na praça paulista, de acordo com a FNP, já existem frigoríficos ofertando em níveis superiores ao mercado, mas sem conseguir efetivar negociações.

A arroba do boi gordo é negociada nesta quinta-feira na região Noroeste do Estado de São Paulo a R$ 158 a prazo (30 dias), informa a consultoria.

Indicador do boi gordo fica estável ao longo da 1ª quinzena de agosto

O Indicador do boi gordo Esalq/B3 permaneceu praticamente estável ao longo da primeira quinzena de agosto, saindo dos R$ 152,15 no dia 1º para R$ 152,45 nessa quarta-feira, 14 – à vista e livre de Funrural, segundo informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Segundo pesquisadores da entidade sediada em Piracicaba, SP, “valores bastante dispersos de negócios seguem sendo relatados por operadores do setor, por vezes, originados de um mesmo agente, refletindo as particularidades tratadas em cada efetivação”.

Por sua vez, ainda de acordo com o Cepea, no mercado atacadista de carne com osso negociada para a Grande São Paulo, a carcaça casada de boi tem registrado reajustes positivos neste mês, com o quilo passando de R$ 10,39 para R$ 10,53 nessa quarta – alta de 1,35%.

Exportações

Os embarques de carne bovina in natura fecharam a segunda semana de agosto com 38,66 mil toneladas, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). O volume diário das exportações está em 5,52 mil toneladas, contra 5,61 mil t no mês passado e 6,28 mil t em agosto de 2018. Caso esse ritmo seja mantido, avalia o Cepea, os embarques até o final de agosto podem ficar acima de 120 mil toneladas, um pouco inferior a julho passado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

Sustentabilidade é isso aí…

Hélio Casale destaca os esforços do agricultor na busca pela sustentabilidade e os principais temas abordados no 3º Fórum de Agricultura Sustentável

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho