Sidnei Maschio é destaque no Prêmio Especialistas 2019

O jornalista apresenta diariamente o programa TerraViva DBO na TV, desde 2006

O editor e apresentador do programa TerraViva DBO na TV, Sidnei Maschio, 63 anos, foi o vencedor na categoria Pecuária do Prêmio Especialistas 2019 – Negócios da Comunicação.  A cerimônia de apresentação dos ganhadores, em 27 setores da economia, aconteceu na noite desta segunda-feira 25, em São Paulo, no Unibes Cultural.

Sidnei Maschio recebe o prêmio em noite de festa

 

Maschio está à frente do programa desde a sua criação, em 2006, pela DBO Editores Associados, empresa de comunicação que em 2019 completou 38 anos. Em parceria com o canal TerraViva, da Tv Bandeirantes, o jornalista fala diariamente sobre o mercado do boi e da carne.

Com 41 anos de profissão, o jornalista já integrou a equipe do Jornal da Tarde e do Estadão. Passou pelas rádios Eldorado e Capital. Na televisão, passou pelas emissoras Globo, TV Senac, SBT e na própria Bandeirantes. “O desafio de trabalhar em televisão é que ele nunca é individual, o que realmente tem valor é a equipe. O prêmio é da equipe”, diz Maschio. “Além disso, nesse momento do País, todos nós estamos colocando de forma clara a defesa da liberdade de imprensa e da profissão de jornalista”.

Prêmio Especialistas: Negócios da Comunicação 2019

 

O Prêmio Especialistas é promovido pelo Centro de Estudos da Comunicação (Cecom) e pela plataforma Negócios da Comunicação. A iniciativa reconhece os profissionais que contribuem na difusão de informações setoriais. Os vencedores são escolhidos por meio de voto livre e direto de jornalistas de redação, profissionais de comunicação de empresas e relações públicas de agências de comunicação.

O TerraViva DBO na TV vai ao ar pelo canal TerraViva segunda a sexta-feira, às 19h30, com reprise às 6h30 do dia seguinte.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.