Menu
Menu

Produção da safra 2017/2018 deve alcançar 228,33 milhões de t

De acordo com a Conab, resultado será o segundo melhor da história, atrás apenas da temporada anterior

A produção brasileira de grãos deve encerrar o ciclo 2017/2018 com um total de 228,33 milhões de toneladas, a segunda maior da história do País, representando queda de 3,9% (menos 9,4 milhões de t) em comparação com o período anterior, quando atingiu recorde de 237,67 milhões de t. Isso é o que mostra o 12º e último levantamento sobre a safra 2017/18 da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta terça-feira, 11.

O resultado também é 0,1% menor (234 mil t a menos) ante o levantamento anterior, de agosto, quando a Conab estimou a safra 2017/2018 em 228,57 milhões de t. A área manteve-se próxima à estabilidade, com ligeira alta de 1,4% (mais 859,8 mil hectares), passando de 60,9 milhões de hectares para recorde de 61,7 milhões de hectares.

Segundo a Conab, a área só não foi maior porque houve redução na área de milho primeira e segunda safras. Em relação à safra anterior, a área de milho primeira safra reduziu de 5,48 milhões para 5,08 milhões de hectares e a área de segunda safra reduziu de 12,10 milhões para 11,56 milhões de hectares em razão, principalmente, da expectativa futura de mercado.

A soja continua como importante destaque entre as culturas analisadas, apresentando crescimento de área e produtividade. A oleaginosa registrou produção recorde, atingindo colheita de 119,28 milhões de toneladas, aumento de 4,6% em comparação com a safra anterior (118,99 milhões de t).

A safra total de milho deve alcançar 81,36 milhões de t, queda de 16,8% ante a safra anterior (82,18 milhões de t ). Do total da produção de milho, 26,8 milhões de toneladas (menos 12%) deverão ser colhidas na primeira safra e 54,5 milhões de toneladas (menos 19,1%) na segunda safra.

A Conab destaca, ainda, a estimativa de aumento da produção de algodão em pluma, calculada em 2 milhões de toneladas, representando aumento de 31,1% em relação à safra passada. A área plantada com a fibra deve atingir 1,17 milhão de hectares, o que representa um crescimento de aproximadamente 25%, e uma produtividade (algodão em caroço) de 4.267 quilos por hectare.

A safra total de feijão deve alcançar 3,11 milhões de t (queda de 8,3% ante 3,18 milhões de t em 2016/17). A primeira safra de feijão está projetada em 1,28 milhões de t (queda de 5,8%). A segunda safra da leguminosa deve atingir 1,21 milhões de t (mais 1,2%) e a terceira safra do grão está projetada em 619,2 mil t (menos 26,1%).

A produção de arroz deve cair 2,1%, de 12,03 milhões de t para 12,07 milhões de t. Já safra de trigo, cultivado no inverno, deve ser de 5,24 milhões de t, em comparação com 5,14 milhões de t em 2017, representando aumento de 22,9% entre os dois períodos.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho