Produção de grãos deve ser de 229,53 milhões de toneladas

Apesar de menor do que o da safra anterior, número é 3,492 mi de t superior ao levantamento de março

A produção brasileira de grãos na safra 2017/2018 deverá alcançar 229,53 milhões de toneladas, o que corresponde a uma queda de 3,4% em comparação com a safra recorde do período anterior 2016/2017, que foi de 237,67 milhões de t. Os números fazem parte do 7º Levantamento da Safra de Grãos 2017/2018, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgados nesta terça-feira, 10.

Apesar do decréscimo, o número é ainda bastante elevado, 3,492 milhões de t superior ao levantamento anterior, de março. Conforme relatório da Conab, o desempenho é “resultado do avanço da colheita da soja e do milho primeira safra, que tem confirmado boas produtividades e uma estimativa maior da área de milho segunda safra”. “Apesar desse resultado ser 3,4% menor que o da última safra, o Brasil deve colher a segunda maior safra da história”, diz a Conab.

Já a produtividade recorde da safra passada, que foi beneficiada por um excelente clima, não se repetiu agora, mesmo com a situação climática considerada boa na maioria das regiões produtoras.

A soja é a maior responsável pelo bom desempenho da produção. A leguminosa, em fase final de colheita, deve alcançar 114,96 milhões de toneladas, aumento de 0,8% ante a safra anterior (114,08 milhões de t).
A primeira safra de milho deve atingir 25,60 milhões de t, queda de 9,4% em comparação com o período anterior (30,46 milhões de t). A segunda safra de milho (de inverno) está projetada em 63,02 milhões de t (queda de 6,5% ante as 67,38 milhões de t da safra passada). Desse modo, o total da safra do cereal em 2017/18 deve alcançar 88,62 milhões de t, queda de 9,4% ante o período anterior (97,84 milhões de t).

O algodão em pluma novamente marca presença neste levantamento, com uma produção de 1,86 milhão de toneladas, que representa 21,8% a mais que a safra anterior (1,53 milhões de t).

A primeira safra de feijão está projetada em 1,27 milhões de t, queda de 6,7% em relação à safra anterior (1,36 milhões de t). O feijão segunda safra obteve bom desempenho e deve alcançar 1,29 milhão de toneladas, com aumento de 7,3% (1,20 milhão de t na safra 2017/18). A terceira safra da leguminosa está projetada em 812,4 mil t, queda de 3% ante o período anterior (837,7 mil t). As três safras anuais de feijão devem render um total de 3,37 milhões de t, leve queda de 0,9% em comparação com a safra 2016/17, que foi de 3,40 milhões de t.

Conforme a Conab, as culturas de soja e milho primeira safra estão em fase final de colheita. A área estimada sinaliza um aumento de 0,8% comparado ao período anterior, atingindo 61,38 milhões de hectares, aumento de 0,8% ante 2016/17. Na ordem crescente de ganho absoluto da área plantada, vem primeiro a soja com 1,2 milhão de hectares, em seguida o algodão (205,6 mil ha) e o feijão segunda safra (115,4 mil ha), com destaque para a espécie caupi.

Com os ganhos obtidos, a área total da soja ficou em 35 milhões de hectares. Outros destaques em relação à área foram o milho segunda safra (total de 11,5 milhões de ha), o milho primeira safra (5 milhões), o feijão segunda safra (1,5 milhão) e o algodão (1,1 milhão).

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print

Notícias relacionadas:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: