Produtores de café de MG e governo discutem crise nos preços

Minas é o maior produtor de café do Brasil, com 53% da produção nacional, segundo a CNA

Produtores de café de Minas Gerais discutiram na terça-feira, 8 de outubro, com o governo, em Brasília (DF), medidas para aliviar a crise de baixos preços enfrentada pelo setor. Na ocasião, o ministro da Agricultura em exercício, Marcos Montes, reafirmou o compromisso do ministério com os produtores.

“Não temos outro direcionamento que não seja o produtor. Sabemos que o produtor está vivendo um momento difícil, precisamos unir as nossas forças para tirá-los dessa situação. O ministério está pronto para construir soluções”, disse ele, em comunicado.

Continue a leitura após o anúncio

O primeiro vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e presidente do Sistema Faemg (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais), Roberto Simões, avaliou o encontro como positivo e disse acreditar que a solução para o setor virá em breve.

“Nossas demandas tiveram aceitação no ministério e esses assuntos estão sendo encaminhados. Agora, precisamos trabalhar com nossa frente de deputados mineiros, para atuar em outras instâncias”, afirmou.

Minas é o maior produtor de café do Brasil, com 53% da produção nacional, segundo a CNA. No encontro, foram apresentadas a prorrogação dos vencimentos do custeio do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e a destinação de recursos para a próxima safra. Também participaram da reunião o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, deputados e representantes da cafeicultura mineira.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO