Reprodutor Braford sai por R$ 42.000 em virtual Guatambu e Caty

O balcão eletrônico das premiadas cabanhas comercializou exemplares Braford e Hereford com avaliações genéticas do programa Conexão Delta G
O touro CEIP da raça Braford U137 (Foto: Reprodução / YouTube)

Transmitido pelo Lance Rural e Canal do Criador em 7 de outubro, o virtual “49º Leilão Guatambu e Caty” registrou 100% de liquidez com a venda de ventres e touros das raças Hereford e Braford, com índices destacados de avaliação no programa da Conexão Delta G.

Em valores médios, os touros da raça Braford alcançaram R$ 23.670, enquanto os reprodutores Hereford chegaram a R$ 18.280. Os machos melhoradores de 2 e 3 anos de idade possuíam Certificado de Especial de Identificação e Produção (CEIP) e indicações de Dupla Marca.

Entre as fêmeas, os animais da raça Hereford alcançaram a média de R$ 10.440 enquanto as reses da raça Braford fecharam em R$ 6.900.

O lote mais valorizado do remate foi o touro Braford U137, comercializado pelo valor de R$ 42.000 para Geraldino Esteca Cabral (São Pedro do Sul, RS). O exemplar CEIP (foto) de dois anos é top 2% para índice desmama, final e peso ao nascer e DECA 1 para ganho de peso e carcaça.

“Ele foi valorizado por ter seus índices genéticos muito favoráveis e quase perfeitos, com índice de facilidade de parto alto e índices de produção também altíssimos em termos de desmama e final e alta resistência ao carrapato”, afirmou o titular da Guatambu (Dom Pedrito, RS), Valter Pötter.

No total, passaram pelo martelo do leiloeiro rural João Campo 100 touros, 100 novilhas e 250 terneiros no evento comercial, organizado pela Central Leilões e Cambará Remates. Os pagamentos foram fixados em três (bezerros) e 20 parcelas (touros e ventres).

Valter Pötter salientou a importância da genômica no trabalho realizado pelos criatórios para atingir estes resultados. Reforça também que participaram do leilão 37 compradores, e a grande maioria de clientes tradicionais que vem repetindo compras, além de novos compradores dos Estados de Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul. “Foi o nosso melhor leilão da década em termos de valorização dos animais e liquidez”, observou.

De acordo com o representante da Caty (Santana do Livramento, RS), Bernardo Pötter, o evento foi uma coroação da genômica.

“Os criadores souberam valorizar o trabalho de avaliação e seleção genômica realizado pelas duas propriedades. Touros com DEPs genômicas muito destacadas para características de produção e favoráveis para características como facilidade de parto e resistência a carrapatos foram disputados acirradamente e muito valorizados, o que comprova que o produtor está em sintonia com a seleção baseada em desempenho a campo, buscando resultado econômico na atividade”, destacou Bernardo.

* Com informações da assessoria de imprensa

Acompanhe os resultados dos principais pregões de todo o Brasil no Jornal de Leilões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.