Safras eleva em 18 mil t previsão para produção algodão em 2018/19

Dados da consultoria apontam avanço de 33,1% sobre o ano anterior, quando a safra ficou em 2,095 milhões

A produção brasileira de algodão em pluma deverá totalizar 2,79 milhões de toneladas em 2018/19, avanço de 33,1% sobre o ano anterior, quando a safra ficou em 2,095 milhões. Os dados foram divulgados pela consultoria Safras & Mercado e ficaram acima da estimativa anterior, de fevereiro, quando eram esperadas 2,61 milhões de toneladas.

De acordo com a consultoria, a área plantada deverá ser de 1,595 milhão de hectares, avançando 33,1% sobre o total semeado em 2017/18, de 1,199 milhão de hectares. O levantamento aponta estabilidade na produtividade, ficando em 1.749 quilos por hectare, ante 1,748 quilos em 2017/18.

Continue a leitura após o anúncio

“O otimismo dos produtores frente aos bons resultados auferidos nas duas últimas safras deve resultar na maior área plantada de algodão da história brasileira”, avalia o analista sênior de Safras & Mercado, Élcio Bento, por meio da nota.

Conforme Bento, além dos preços atrativos, o aumento da área foi favorecido pelo clima. “Sem percalços no plantio e, consequentemente, na colheita da safra de soja, os estados que cultivam algodão na segunda safra puderam realizar os trabalhos de plantio dentro da janela ótima”, diz a nota.

O comunicado informa que no Mato Grosso foram cultivados 1,076 milhão de hectares, avanço de 7,62% em relação à estimativa de fevereiro e  de 35,5% na comparação com o ano passado. Desta área, 85% será cultivada na segunda safra – avanço de 36,5% em relação ao ano anterior. Dentre os 15% restantes destinados ao plantio na primeira safra, houve aumento de 27% na área plantada em relação à 2017/18. A produção estimada no Estado é de 1,9 milhão de toneladas, superando o número estimado em fevereiro em 8,57% e ao produzido no ano anterior em 35,7%.

Segundo o comunicado da consultoria, a Bahia, segundo maior Estado produtor, tem uma área estimada de 320 mil hectares,superando em 1,27% a estimativa anterior e em 19,2% a área da safra passada. “Essas lavouras geram um potencial de produção de 580 mil toneladas, aumento de 0,95% e de 21,4% em relação a estimativa e ao ano anterior, respectivamente”.

A Safras & Mercado anuncia ainda que os maiores percentuais de elevação de área plantada foram verificados no Piauí, com 112,2%, de 7,2 mil hectares para 16 mil hectares; e em São Paulo, com 100%, de 8 mil hectares para 16 mil hectares. Destaque ainda para as elevações em Tocantins (66,7%), em Minas Gerais (40%), no Mato Grosso do Sul (36,7%) e em Goiás (32,5%).

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO