Se clima ajudar, safra de 2019 pode chegar próximo de recorde

Conforme os dados do IBGE, os prognósticos para a segunda safra de milho serão determinantes

Ainda é possível que a produção agrícola de 2019 bata recorde, superando a supersafra de 2017, afirmou nesta terça-feira, 11, o gerente do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Carlos Alfredo Guedes. Mais cedo, o IBGE informou que estima safra de 231,1 milhões de toneladas em 2019, alta de 1,7% ante 2018.

Continue a leitura após o anúncio

A se confirmar os prognósticos para 2019, a produção do próximo ano tomará o posto de segunda maior safra de história. Conforme os dados da LSPA de novembro, a produção agrícola fechará 2018 com 227,3 milhões de toneladas, por enquanto a segunda maior safra de história.

A produção recorde continua com a supersafra de 2017, quando o Brasil colheu 240,605 milhões de toneladas. “Se o clima favorecer, a gente pode chegar bem próximo da safra de 2017. Isso vai depender muito do clima”, afirmou Guedes.

Conforme os dados do IBGE, os prognósticos para a segunda safra de milho serão determinantes. Por enquanto, a LSPA de novembro estima em 61,2 milhões de toneladas a produção do milho de segunda safra, alta de 9,3% em relação a 2018, mas ainda insuficiente para recuperar a queda ante 2017. Para 2018, a estimativa é de produção de 55,985 milhões de toneladas, tombo de 18,2% ante o recorde de 2017.

A estimativa atual para a segunda safra de milho está baseada no cenário de preços positivos e no clima favorável até aqui. Diferentemente da virada de 2017 para 2018, o clima não atrasou o plantio de soja, o que é importante para garantir uma área crescente para a segunda safra de milho, conforme Guedes.

“No caso do milho segunda safra, se o preço se mantiver positivo até o plantio, poderá ter aumento de área”, afirmou o pesquisador do IBGE.

O clima é um fator mais importante do que a dinâmica de preços, porque influi também na soja. O clima instável da Região Sul poderia atrapalhar um pouco a produção de soja.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO