Senadores visitam Pantanal e articulam audiência pública com ministros sobre as queimadas

Comissão vai enviar convites para que os ministros Ricardo Salles, Tereza Cristina e Rogério Marinho participem de uma audiência pública para tratar do tema

Parlamentares que integram a comissão temporária externa do Senado para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal visitaram o Mato Grosso neste fim de semana. Em Poconé (MT), o grupo se reuniu com representantes de proprietários de fazendas e pousadas, de organizações não governamentais (ONGs) e cientistas.

Os senadores também estiveram em um espaço de acolhimento de animais atingidos pelo fogo na Rodovia Transpantaneira. Lá, percorreram cerca de 40 quilômetros da região afetada pelas queimadas. Presidente da comissão, Wellington Fagundes (PL-MT) classificou o cenário como “devastador e desolador”.

Hoje, a situação do Pantanal é um estado de guerra. Brigadistas e voluntários estão trabalhando de forma sobre-humana por causa da falta de planejamento. Não nos calçamos através da ciência e da tecnologia para isso”, acrescentou, atribuindo o problema das queimadas à falta de planejamento do governo federal.

Paralelamente à diligência, outro grupo de senadores que integram a comissão realizou uma reunião remota para discutir a situação. “Nós já saímos da comoção há muito tempo. Não é de hoje que vemos o Pantanal devastado. Mas nunca algo como o que estamos vendo neste momento. O meio ambiente grita por socorro. Nós estamos indignados de estarmos vivendo este momento sem suporte necessário para a prevenção”, disse a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

A comissão vai enviar convites para que os ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente), Tereza Cristina (Agricultura) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) participem de uma audiência pública no Senado para tratar do tema.

A ideia é que sejam ouvidos, na mesma mesa, o homem pantaneiro, um representante da comunidade indígena, ambientalistas e representantes do agronegócio e da agroindústria. “Não adianta dialogarmos com os iguais”, ponderou simone Tebet.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.