Setor agrícola discute novas regras para produção de sementes

Hoje a atividade segue as normas previstas na Lei de Sementes e Mudas, de 2003

Representantes do setor agrícola começaram a discutir nesta terça-feira, 25, propostas para modernizar as regras relacionadas à atividade de produção de sementes e mudas no Brasil, informou o Ministério da Agricultura. Hoje a atividade segue as normas previstas na Lei de Sementes e Mudas, de 2003, regulamentada em 2004.

“A intenção do ministério é elaborar uma nova proposta a partir de um consenso obtido entre os produtores e o governo. Nessa primeira reunião (na sede da pasta), os representantes apresentaram os principais pontos que precisam ser aperfeiçoados no sistema”, disse o ministério em nota.

Continue a leitura após o anúncio

Consultor da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Reginaldo Minaré destacou que a legislação deve ser adequada para acompanhar as novas tecnologias, mas sem retirar direitos já garantidos aos produtores.

“O uso de sementes salvas para uso próprio, por exemplo, não deve e nem pode ser limitado nesse decreto. Até porque já existe outra lei que garante ao agricultor essa prática”, afirma Minaré.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO