Menu
Menu

Sindicato dos fiscais agropecuários federais critica troca em superintendências

Segundo a Anffa, trocas são feitas sem critérios técnicos. Em seis meses, houve alterações em seis Estados e no DF

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa) divulgou comunicado no qual critica as trocas, sem critérios técnicos, nos comandos das Superintendências Federais de Agricultura em diversos Estados. A Anffa alerta para “os riscos que escolhas não baseadas em critérios meritocráticos trazem para a segurança alimentar do brasileiro e para a economia do país”.

Conforme o sindicato, nos últimos seis meses foram substituídos superintendentes do Acre, Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Santa Cataria, Sergipe e Piauí. “Esses profissionais cumpriam os requisitos estipulados no decreto de maio de 2016 que determinava que cargos de superintendência deveriam ser preenchidos por servidores concursados do Ministério da Agricultura, que tivessem nível superior completo e concluído o estágio probatório. Porém, parte do decreto foi revogada, no início do ano, retirando essas exigências”, diz a Anffa no comunicado.

O sindicato defende que os cargos de superintendentes são de confiança, mas são eminentemente técnicos e que, portanto, devem seguir critérios técnicos na hora da definição dos nomes. “Sem que esses princípios sejam respeitados, as nomeações podem responder a pressões políticas e o resultado é desastroso tanto para a segurança alimentar de quem consome o produto da agropecuária brasileira como para a balança comercial do país, como observado nas operações Carne Fraca e Trapaça”, destaca o sindicato.

Segundo o sindicato, cargos de superintendentes federais deveriam ser preenchidos nos moldes estabelecidos na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), ou seja, que para cargos técnicos sejam escolhidos servidores da casa, com nível superior, que tenham cumprido o estágio probatório, passem por prova de títulos, tenham experiência na área em que a região tem maior vocação agropecuária e apresentem um plano de trabalho.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

Sustentabilidade é isso aí…

Hélio Casale destaca os esforços do agricultor na busca pela sustentabilidade e os principais temas abordados no 3º Fórum de Agricultura Sustentável

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho