Sumitomo Chemical apoia a Liga do Araguaia

As 62 fazendas que compõem o movimento correspondem a 149 mil hectares de pastagens e comportam um rebanho estimado de 130 mil cabeças

A Sumitomo Chemical é a mais nova apoiadora da Liga do Araguaia, movimento para adoção de práticas sustentáveis na pecuária de corte na região do Vale do Araguaia, em Mato Grosso, maior estado produtor de gado do Brasil.

VEJA TAMBÉM | A pecuária e a mitigação de CO2 no Vale do Araguaia

De acordo com Ricardo Chequim, gerente de Marketing e Desenvolvimento de Mercado para Pastagem na América Latina da Sumitomo Chemical, as ações da Liga do Araguaia estão alinhadas ao trabalho da empresa.

“Ao desenvolver soluções que acabam com as plantas daninhas e garantem o desenvolvimento das pastagens, a Sumitomo Chemical melhora a produtividade e aumenta a fixação de carbono nessas áreas, pois garante maior produção de massa seca. As plantas de boa qualidade têm acesso a nutrientes e a iluminação solar”.

Chequim explica que o aumento de produtividade, promovido pelas soluções da companhia, faz com que um mesmo hectare possa produzir mais, evitando um maior dano ambiental com possíveis aberturas de novas áreas.

A Sumitomo Chemical é uma das maiores companhias de soluções para a agropecuária do mundo e uma das líderes de mercado no Brasil para produtos de pastagem, com destaque para os herbicidas seletivos.

Uma das iniciativas da Liga, o Carbono Araguaia, confirmou a capacidade de redução de gases de efeito estufa na pecuária de corte. Foram reduzidas 113.928 toneladas de CO² equivalente de emissões, além da melhoria em indicadores produtivos como a recuperação de 43 mil hectares de pastagens, aumento do rebanho de 73.127 para 107.048 cabeças e lotação de 0,89 para 1,4 cabeça por hectare em apenas cinco anos de projeto.

A Liga do Araguaia, que conta com diversas atividades, encontros técnicos, palestras e treinamentos voltados à produção sustentável da pecuária, foi criada em 2015 e promove desenvolvimento econômico e social da região, com aumento da produtividade e renda, respeitando a legislação e os limites dos sistemas naturais. As 62 fazendas que compõem o movimento correspondem a 149 mil hectares de pastagens e comportam um rebanho estimado de 130 mil cabeças.

Fonte: Ascom Sumitomo Chemical

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

O novo horizonte da silagem de cana

VEJA os destaques da edição de junho e o Especial Suplementação; na capa, a silagem de cana retorna com mais qualidade aos confinamentos como alternativa vantajosa em tempo de milho e subprodutos caros

O novo horizonte da silagem de cana

VEJA os destaques da edição de junho e o Especial Suplementação; na capa, a silagem de cana retorna com mais qualidade aos confinamentos como alternativa vantajosa em tempo de milho e subprodutos caros

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.