Tereza Cristina diz que acordo EUA-China pode ter reflexos, mas não serão catastróficos

Segundo a ministra, boa parte da safra 2019/20 de soja brasileira já está negociada
Foto: Mapa.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, relativizou os efeitos da primeira fase do acordo comercial entre Estados Unidos e China e da epidemia de coronavírus na China sobre as exportações brasileiras. Em evento de previsão de safra da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), que foi realizado nesta quinta-feira, 13, em Brasília, ela disse que, quanto ao acordo sino-americano, a relação entre Brasil e China é sólida. “O acordo EUA-China pode ter reflexos para nós, mas não serão tão catastróficos assim”, afirmou.

Segundo a ministra, boa parte da safra 2019/20 de soja brasileira já está negociada. Ainda assim, a Tereza disse que está trabalhando “intensivamente para abrir novos mercados e aumentar nossa base de exportação”. “Soja e milho são importantíssimos, mas temos que diversificar a pauta da balança comercial.”

Com relação ao coronavírus, a ministra afirmou existir “pânico” com relação à doença, mas destacou que a população chinesa é de 1,3 bilhão, enquanto o problema está concentrado na província de Wuhan.

Continue a leitura após o anúncio

“Tem um número grande de pessoas infectadas e mortos, mas, se puser na proporcionalidade do tamanho da população chinesa, é nada”, disse. A ministra destacou que a China isolou a província mais afetada, mas o restante da população precisa comer e trabalhar.

“São conjunturas momentâneas que a gente tem que analisar com a devida cautela”, disse. “Os portos ontem abriram lá, as coisas começam a se normalizar.”

Tereza Cristina reforçou, ainda, que o Brasil é a maior potência agroambiental do mundo. “Nossa agricultura é sustentável”, disse. Segundo a ministra, os incêndios no Brasil tiveram tratamento diferente dos ocorridos na Austrália e prometeu trabalhar para apresentar “uma narrativa boa” das coisas que o País faz no campo da sustentabilidade.

“Vou trabalhar de maneira muito firme para colocar o CAR (Cadastro Ambiental Rural) e o Código Florestal para funcionar. Nós vamos calar a boca do mundo”, finalizou.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print
2742961

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Notícias relacionadas:

Leia também

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Cadastre-se e receba nossas notícias

Todos os dias no seu e-mail melhor conteúdo do agronegócio.