Teste de eficiência alimentar de touros Angus reúne 11 fazendas

Serão 18 touros em prova na Embrapa Pecuária Sul (Bagé, RS) e que terá duração de 90 dias
Foto: Roberto Collares

A Associação Brasileira de Angus e a Embrapa Pecuária Sul iniciaram nesta quarta-feira, 24, nas instalações de confinamento em Bagé, no Rio Grande do Sul, a fase de adaptação do Teste de Eficiência Alimentar promovido pela parceria entre as entidades.

+ Devon: Liberação do trânsito de bovinos com o PR anima gaúchos

Continue a leitura após o anúncio

Serão 18 touros de 11 propriedades gaúchas: Cia Azul Agropecuária, GAP Genética e Rincón Del Sarandy, todas de Uruguaiana; LS Guarita, Cabanha Santo Antão e Fazenda Reconquista, de Alegrete; além de Progresso do Tarumã, de Manoel Viana, Fazenda da Barragem, de Dom Pedrito, Fazenda Sinuelo, de Aceguá, Tólio’s Farm, de Formigueiro, e Cabanha Santa Nélia, de Jaguarão.

De acordo com informações da ABA, a prova terá duração de 90 dias e vai avaliar o Consumo Alimentar Residual (CAR), ganho de peso, Área de Olho de Lombo (AOL), Espessura de Gordura Subcutânea na Picanha (EGP), Espessura de Gordura Subcutânea de Costela (EGS), o perímetro escrotal e outras características dos animais.

“A avaliação destas características é importante para a pecuária do futuro, a qual visa animais com melhor eficiência alimentar, produtividade e, consequentemente, melhor lucratividade dentro das porteiras”, afirma o médico veterinário e gerente de Fomento da Angus, Mateus Pivato.

O teste será dividido em duas etapas, onde os animais receberão alimentação à vontade e terão o consumo individual medido. Na primeira, os exemplares passarão por adaptação alimentar e estrutural do local da prova, com duração de 20 dias. Já na segunda fase, durante 70 dias, serão avaliadas características como o CAR.

“É importante para o produtor avaliar e descobrir touros jovens mais promissores em termos de eficiência alimentar, auxiliando a pecuária na economia dos recursos nutricionais para beneficiar o meio ambiente e trazer maior rentabilidade ao criador”, reforça a pesquisadora da Embrapa Pecuária Sul e uma das coordenadoras da prova, Renata Suñé.

Fonte: Ascom ABA

Fique por dentro das novidades envolvendo bovinos de corte e leite em Raças

 

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO