Tocantins conta com 17 empresas de laticínios que aderiram ao Serviço de Inspeção Estadual

O mais novo estabelecimento está localizado no município de Juarina e tem capacidade de processamento diário de 8 mil litros de leite
Processamento experimental foi acompanhado pela Adapec. Foto: Divulgação/Adapec

O Estado do Tocantins passará a contar com mais uma empresa no segmento de laticínio com adesão ao Serviço de Inspeção Estadual (SIE). O novo estabelecimento está localizado no município de Juarina, a 378 quilômetros de Palmas. O processamento inaugural foi realizado na manhã desta segunda-feira, 29 de junho, acompanhado pela Agência de Defesa Agropecuária (Adapec).

Segundo a Adapec, o empreendimento Laticínio Juarina, possui capacidade de processamento diário de 8 mil litros de leite, e irá produzir queijo mussarela, creme de soro de leite para uso industrial e queijo mussarela trança.

Continue a leitura após o anúncio

“A adesão de mais este estabelecimento ao SIE, mostra a confiança dos empresários no trabalho que o Governo do Estado vem executando no setor agroindustrial,” disse Alberto Mendes da Rocha, presidente da Adapec.

Com a adesão ao SIE a empresa poderá comercializar seus produtos para todo o território tocantinense. “Com a adesão desta indústria, passaremos a contar com 17 estabelecimentos no setor de laticínios registrados no SIE com fiscalizações feitas pela Adapec, garantindo assim, a qualidade dos produtos que chegará a mesa dos consumidores,” afirma Antônio José de Sousa Caminha, gerente de inspeção animal da Agência.

De acordo com o gerente do laticínio, Fernando Dias Soares, a empresa está gerando 8 empregos diretos e a indústria atenderá cerca de 80 produtores rurais, criadores de gado leiteiro.

Foram investidos mais de R$ 800 mil reais neste empreendimento, e a empresa acredita que obterá retorno, porque a partir de agora podemos comercializar nossos produtos para todo o Estado e já iniciamos um processo para vendas futuras na região central e sul do Tocantins,” disse Fernando, acrescentando que o laticínio recebeu uma boa aceitação por parte dos produtores rurais da região.

O processamento experimental foi acompanhado pela inspetora de defesa agropecuária da Adapec, Kelly Timbó e pelo fiscal agropecuário, José Henrique Souza Quintanilha Neto.

“O processamento da indústria está aprovado pela Adapec, e é importante ressaltar que mesmo em meio às dificuldades enfrentadas pela pandemia, o Laticínio Juarina está de parabéns porque conseguiu atender todas as exigências legais, e hoje, começa a funcionar suas atividades, mostrando a força do agronegócio que não para de crescer no Estado,” destacou Kelly Timbó, acrescentando que a partir de agora, o estabelecimento continuará sendo fiscalizado rotineiramente pela Agência.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO