Três toneladas de queijos clandestinos são apreendidos na região central do Tocantins

Condutor da carga foi multado e os produtos apreendidos serão inutilizados no aterro sanitário
Produtos apreendidos por irregularidades podem causar danos à saúde pública. Foto: Adapec

Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) apreendeu três toneladas de queijos clandestinos, na tarde desta segunda-feira, 27 de julho, no município de Paraíso (TO). O condutor da carga foi multado em R$ 4,5 mil e os produtos apreendidos serão inutilizados no aterro sanitário. Segundo o infrator, a carga era oriunda do estado do Pará com destino ao Estado de Goiás.

De acordo com o inspetor de defesa agropecuária da entidade, que acompanhou toda a ação, Alexandre Galvan Barbosa Ferraz, a PRF ao fazer a abordagem verificou que havia queijo na carga, com isso, acionou a Agência para que procedesse com a fiscalização.

Os queijos estavam acondicionados de forma irregular, sem estrutura adequada, além disso, apresentavam contaminação aparente, deixando comprovado que foi fabricado sem as mínimas condições higiênico-sanitárias“, afirma.

Outro grave problema era a falta de registro no serviço de inspeção: não continha rótulos, nem mesmo as especificações do produto. “Nossas barreiras fixas e móveis estão atentas, pois não podemos colocar em risco a saúde dos consumidores com alimentos contaminados. O carregamento era todo de origem clandestina”, disse Antônio Caminha, gerente de inspeção animal da Adapec.

A ação contou com a colaboração da barreira volante da Adapec de Paraíso.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.