Virada do mês e Dia das Mães podem dar sustentação aos preços do boi

Na última semana de abril, o mercado do boi gordo interrompeu trajetória de alta, iniciando maio em queda

A expectativa de melhora do consumo interno de carne bovina nas primeiras semanas de maio – influenciada pelo pagamento de salário aos trabalhadores e pela comemoração do Dia das Mães (dia 12) – pode estimular uma maior procura de boiadas por parte dos frigoríficos, aponta análise da consultoria Agrifatto.

Na última semana de abril, o mercado do boi gordo interrompeu, em definitivo, a trajetória de alta registrada na maior parte de abril e também em março, abrindo o mês de maio em queda. Ontem, o Indicador boi gordo Esalq/B3/Cepea encerrou a R$ 153/@, à vista, em São Paulo, com desvalorização de 1,2% na comparação com o fechamento anterior.

Continue a leitura após o anúncio
Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Relacionado

Conteúdo original Revista DBO