Japaranduba faz pista limpa com reprodutores Nelore

Balcão eletrônico do criatório baiano que soma 42 anos de seleção movimentou quase R$ 3 milhões com a venda de touros PO


O selecionador Luiz Cláudio Paranhos cumpriu sua agenda anual de comercialização de reprodutores Nelore PO melhoradores com a promoção do “55º Leilão Virtual Japaranduba”. Exemplares mochos e padrão oriundos da propriedade baiana, com sede no município de Muquém de São Francisco, foram os principais destaques da programação do Canal do Boi no dia 11 de julho.

O aguardado balcão eletrônico do criatório com 42 anos de seleção negociou 211 touros da safra 2018, avaliados pelo Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), da ABCZ, e prontos para o serviço a campo. Com 100% de liquidez, o faturamento total chegou a R$ 2,8 milhões, com média geral de R$ 13.616.

Continue a leitura após o anúncio

“Fiquei muito satisfeito com o resultado, já que negociamos uma grande quantidade de animais de forma totalmente virtual. Registramos vendas para 63 investidores, localizados em 12 estados diferentes. O crescimento da média geral em relação ao ano passado foi de 56%”, celebra o titular da Japaranduba Fazendas Reunidas. O pecuarista ressaltou ainda as vantagens do modelo eletrônico de vendas.

“Reduzimos os custos, com mais conforto aos animais. Os clientes regionais, sempre ativos em nossos leilões presenciais, se adaptaram bem ao virtual e foram às compras. Tivemos inclusive novos investidores daqui mesmo do estado: o segundo maior comprador foi da Bahia e levou 20 machos. Já o maior investidor foi novamente do Maranhão, que adquiriu 30 touros”, informa Luiz Cláudio.

Ao todo, foram negociados 110 touros aspados ao preço médio de R$ 14.085, 95 reprodutores sem chifres à média de R$ 13.205 e seis machos Brahman – ofertados pelas fazendas convidadas Agropecuária RKC e AgroDiamantino – ao valor médio de R$ 11.500. Na conversão por boi gordo, os valores equivalem, respectivamente, a 66,[email protected], 62,[email protected] e 54,[email protected] para pagamento à vista no Oeste da Bahia (R$ 212/@), segundo informações da Scot Consultoria.

O leiloeiro rural João Campo coordenou as captações dos lances em estúdio para pagamentos fixados em 30 parcelas. A organização do evento foi da Central Leilões e da Agreste Leilões.

Acompanhe os resultados dos principais pregões de todo o Brasil no Jornal de Leilões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO