Gestão de indicadores de performance

André Melo explica como o uso de indicadores de desempenho ajudam na gestão do confinamento
Foto: arquivo DBO.

O olho do dono continua sendo um fator de sucesso para a engorda do boi. Seguindo esta máxima, você, pecuarista, deve ficar de olho nos principais indicadores do nosso negócio de confinamento. Discutimos nesta série de artigos o orçamento do confinamento, e a partir deste documento definimos as metas de desempenho zootécnico, operacional e econômico da nossa atividade.

A gestão de indicadores pode ser resumida na comparação entre o orçamento previsto x realizado. Mês a mês monitoramos os principais indicadores e sabemos se estamos executando o plano de acordo com as metas e se há necessidade de mudanças estratégicas.
A gestão de indicadores permite a você, pecuarista:

Continue a leitura após o anúncio

 Avaliar cenários mais favoráveis e…
 Tomar decisões com menor nível de estresse.

E como você e sua equipe podem desempenhar o senso de dono e ficar de olho no negócio? Uma sugestão é realizar reuniões mensais de avaliação. O objetivo desta ação é verificar com os responsáveis se os números estão abaixo ou acima das metas que você definiu para atingir seus objetivos financeiros com a engorda de bois.

Nestes encontros, o que predomina como fator de decisão são o diálogo e a experiência dos executores. A análise de indicadores tem como objetivo facilitar a comunicação, pois mostra a todos os envolvidos o que deve ser repetido e o que deve ser alterado.

Tendo como referência o orçamento do nosso case gostaria de apresentar a análise dos indicadores até o dia 31 de dezembro de 2018. Na tabela abaixo apresentamos os principais indicadores de performance e seu desempenho versus a meta (orçamento). Para facilitar a visualização dividimos em indicadores zootécnicos e econômicos:

No próximo artigo, vamos conversar como estes indicadores podem nos ajudar a criar um programa de remuneração de nossas equipes por desempenho.

Estamos disponibilizando a você um Relatório que contém as tabelas e gráficos da análise deste case. Você encontrará neste material os valores detalhados de cada indicador que tem impacto no lucro do confinamento. Os dados são referentes ao abate de 4.573 cabeças entre os meses de janeiro e dezembro de 2018. Para acessar todo o conteúdo clique aqui

*As opiniões expressas nos artigos não necessariamente refletem a posição do Portal DBO.

2742961

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no pocket
Pocket

Sobre o autor

Notícias

Sensoriamento remoto por satélite ajuda no manejo de pastagem

Saiba como as imagens de satélite permitem às fazendas calcular, com maior precisão, as lotações e evitar problemas de superpastejo

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

TV DBO