Menu
Menu

Produtor de Sergipe sofre com o custo alto da alimentação do gado

Conclusão é do Projeto Campo Futuro, que fez os primeiros levantamentos de custos de produção em 2019
Foto: Bento Viana/Senar

O produtor de leite de Sergipe consegue cobrir as despesas da atividade com a receita obtida com a comercialização do produto. No entanto, alguns gargalos ainda são barreiras para a melhoria na margem da atividade. Um deles é o alto gasto com alimentação do rebanho que tem impacto expressivo nos custos de produção.

Foi o que concluíram, na semana passada, técnicos do Projeto Campo Futuro, uma parceria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com universidades e centros de pesquisa, que levanta junto aos produtores rurais informações estratégicas para auxiliá-los em uma gestão mais eficiente dos custos de produção.

O Projeto Campo Futuro iniciou os primeiros levantamentos de custos de produção em 2019, em Sergipe, nos municípios de Nossa Senhora da Glória e Aracaju, com a participação de representantes da CNA e do Centro de Estudos Avançados em Pesquisa Aplicada (Cepea) e produtores de leite das duas regiões.

Nestes encontros, os dados são apurados com base nas informações de propriedades produtivas típicas dos municípios. No caso de Nossa Senhora da Glória, a produção modal identificada foi de 200 litros de leite por dia, com um Custo Operacional Efetivo (COE), que mede o desembolso da atividade, de R$ 0,92/litro, enquanto o preço médio do litro recebido no último ano pelo produtor foi de R$ 1,15/litro.

“Constatamos que a margem bruta é positiva, mas ainda há um alto impacto do custo com alimentação por causa de uma alta dependência de alimentos concentrados e pela baixa produtividade de silagem diante das incertezas em relação ao volume de chuvas. Isso torna a produção menos eficiente”, explicou o assessor técnico Thiago Rodrigues, da CNA.

“Esse projeto nos ajuda a ter conhecimento do que estamos fazendo para tomar a decisão correta no dia a dia”, disse Maicon Oliveira Mota, produtor de leite de Nossa Senhora da Glória. “Esse projeto é de fundamental importância para o produtor de leite para ter a realidade da propriedade na mão e achar os gargalos que impedem de ter um lucro maior para que ele tenha mais receita”, ressaltou o produtor Lafayette Sobral, que participou do painel de Aracaju.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

Sustentabilidade é isso aí…

Hélio Casale destaca os esforços do agricultor na busca pela sustentabilidade e os principais temas abordados no 3º Fórum de Agricultura Sustentável

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho