[full-banner-1170-x-134-home-geral1]

Rotacionado morro acima

Fazenda Bougheville torna-se modelo de pastejo rotacionado em área íngreme no sul da Bahia, obtendo lucro médio de R$ 1.300/ha na recria

Posicionamento da praça de lazer é desafio em áreas de morro.

Por Carolina Rodrigues

Estruturar um projeto de pastejo rotacionado morro acima. Essa foi a solução encontrada pela Rehagro Consultoria para remodelar o negócio do empresário Jordan Bergton Andrade, dono da Fazenda Bougheville, em Firmino Alves (BA), no sul da Bahia. Descontente com os resultados obtidos nas últimas safras de bois, ele decidiu “rotacionar para lucrar”.

A visão de empreendedor veio do ramo atacadista de alimentos, ao qual se dedica há 30 anos e que, desde 2003, concilia com a pecuária.

Jordan Bergton Andrade, dono da Fazenda Bougheville.

“Decidimos redesenhar a fazenda para torná-la mais produtiva. Hoje, ou se tem um modelo rentável ou não há sustentabilidade no negócio”, alerta Jordan, que não somente rotacionou, mas migrou seu sistema de recria/engorda para a recria, e já consegue vislumbrar os resultados dessas mudanças.

Neste ano, ele espera obter lucro líquido de R$ 1.285 por hectare, ante R$ 300 registrados em 2020, ano em que o projeto da Rehagro começou. A meta é atingir rentabilidade de R$ 1.800/ha em 2022. “Eu sempre tive controle dos números da fazenda, mas faltava apoio técnico para saber onde e como melhorá-los”, admite o pecuarista.

VEJA TAMBÉM | Pastos “biodiversos” na mira da pesquisa

A Fazenda Bougheville é uma propriedade típica dessa região baiana. São 364 ha de morro, acidente geográfico que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) caracteriza como “pequenas elevações de terreno com declive suave”. Mas, se para o IBGE, os morros são formações corriqueiras, para os produtores representam grande desafio.

A começar pela dificuldade de implementação de um sistema de pastejo estratégico e funcional, devido às limitações para se posicionar as praças de alimentação, fazer subdivisão de piquetes (nem sempre padronizados) e manejo ou manejo das pastagens, tarefas mais complexas em áreas acidentadas.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

This post is only available to members.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print
2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.