Abates no Mato Grosso registram crescimento mensal de 18% em outubro

O ano de 2021 deve se encerrar com o pior desempenho no abate de bovinos mato-grossenses dos últimos 11 anos, prevê analista da Agrifatto

Os Estado do Mato Grosso enviou 386,38 mil animais para a linha de abate em outubro, um crescimento de 18% no comparativo com setembro/21, mas 17,5% menor do que fora registrado em outubro/20, segundo dados do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado do Mato Grosso (INDEA-MT).

“O crescimento dos abates em outubro vem após a forte queda de setembro/21 (-27% no comparativo com ago/21), e também se dá após o fim do fôlego do pecuarista em manter os animais nos confinamentos aguardando uma retomada chinesa”, afirma o economista Yago Travagini, analista da Agrifatto, acrescentando que também houve relatos de produtores que soltaram os animais de seus confinamentos para o pasto, postergando ainda mais a decisão de abate.

Os machos lideraram o acréscimo no volume de animais abatidos no mês passado, com aumento 32% no comparativo mensal.

Por sua vez, os abates de fêmeas recuaram em 9,08% em igual base de comparação.

(Foto: Divulgação)

“Ao que tudo indica, o ano de 2021 deve se encerrar com o pior desempenho no abate de bovinos mato-grossenses dos últimos 11 anos”, prevê Travagini.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.