Aftosa: adiamento não interfere no cronograma de outros Estados

Ontem, RO, AC, AM e MT adiaram a suspensão da vacinação para maio do ano que vem por sugestão do Mapa

O adiamento do início da suspensão da vacinação contra a febre aftosa no bloco 1, composto pelos Estados do Acre, Rondônia, Amazônia e parte do Mato Grosso, não deve interferir na programação dos demais Estados. Segundo o Ministério da Agricultura (Mapa), o cronograma para ampliar as áreas livres de vacinação contra aftosa no país deve ser seguido normalmente, o que inclui a suspensão da vacinação no Paraná em maio deste ano.

+Aftosa: RO, AC, AM e MT adiam suspensão da vacinação
+Retirada de vacinação contra aftosa preocupa setor pecuário
+SC está preocupada com fim da vacinação contra aftosa no PR
+Governo quer ampliar áreas livres de aftosa sem vacinação

“O Paraná será avaliado em abril. A alteração no Bloco I não afeta o PR. Caso a análise técnica dos indicadores seja favorável, a antecipação do calendário do PR poderá ser mantida”, disse a pasta em nota enviada ao Portal DBO. Ontem, o bloco I anunciou que adiará o fim da vacinação para maio de 2020, seguindo sugestão do próprio Ministério da Agricultura. A região seria a primeira a encerrar a vacinação, mas concluiu que ainda não atingiu os requisitos necessários para avançar com o plano de erradicação da doença.

Em relação aos outros blocos, o Mapa informou que “as análises técnicas serão realizadas caso a caso” e, havendo condições, a suspensão da vacinação avançará.Em novembro, Amazonas e parte do Mato Grosso do Sul deverão ser os próximos encerrar a vacinação.

 

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO | Monta curta acelera produtividade

CONFIRA os destaques da edição de setembro da Revista DBO e o ‘Especial Genética e Reprodução’; na capa, veja como duas fazendas de ciclo completo se tornaram modelo de ‘fábrica ideal de produção de bois’

Revista DBO | Monta curta acelera produtividade

CONFIRA os destaques da edição de setembro da Revista DBO e o ‘Especial Genética e Reprodução’; na capa, veja como duas fazendas de ciclo completo se tornaram modelo de ‘fábrica ideal de produção de bois’

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.