Ágio do bezerro avança em Mato Grosso, aponta Imea

Com a oferta restrita de animais, a avaliação do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária é que este indicador permaneça em patamares elevados
Foto: Divulgação / Publique

No mês passado, o ágio do bezerro – importante balizador na rentabilidade do pecuarista de recria-engorda – cresceu em 3,19 pontos percentuais no comparativo com fevereiro/21, alcançando os 26,5%, informou nesta terça-feira (6/4) o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Segundo o instituto, a diferença de preço do quilo do bezerro sobre o quilo do boi gordo (ágio) subiu devido à valorização mais expressiva do bezerro de ano (de 6,32%) em março, em relação ao aumento no preço do boi gordo (de 1,89%).

“Com a oferta restrita do bezerro, espera-se que este indicador permaneça em patamares elevados no curto/médio prazo”, prevê o Imea.

Antes de março, o ágio do bezerro já vinha em ascensão. Levando-se em conta o primeiro bimestre deste ano, essa taxa apresentou acréscimo de 2,61 pontos percentuais ante o mesmo período do ano passado.

Na avaliação dos analistas do Imea, para que os recriadores/invernistas do Mato Grosso contornem este cenário de elevação do ágio e consigam fechar um caixa que compense o custo da aquisição, é necessário um maior depósito de carcaça no animal, além o uso de mecanismos de travamento de preços (hedge) com antecedência pelos confinadores.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

O novo horizonte da silagem de cana

VEJA os destaques da edição de junho e o Especial Suplementação; na capa, a silagem de cana retorna com mais qualidade aos confinamentos como alternativa vantajosa em tempo de milho e subprodutos caros

O novo horizonte da silagem de cana

VEJA os destaques da edição de junho e o Especial Suplementação; na capa, a silagem de cana retorna com mais qualidade aos confinamentos como alternativa vantajosa em tempo de milho e subprodutos caros

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.