Araújo defende aproximação com Israel e nega chance de perdas comerciais ao País

Aproximação entre Brasil e israelenses é alvo de críticas de países árabes e exportadores brasileiros, que temem perda de mercado - especialmente proteína animal

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, defendeu nesta segunda-feira, 6, em reunião com conselheiros da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a aproximação do Brasil com Israel e negou que isso vai resultar em perdas comerciais ao País.

“Não há nenhum indício que aproximação de Israel resulte em perdas comerciais com países árabes”, afirmou o ministro. “Isso (perda de mercado) não está acontecendo, e as pessoas continuam falando nisso. Temos certeza que isso não está acontecendo.”

Continue a leitura após o anúncio

A aproximação entre Brasil e Israel é alvo de críticas de países árabes e exportadores brasileiros, que temem perda de mercado, especialmente no segmento de proteína animal. Para Araújo, no entanto, a aproximação com Israel não significa menor relação com países árabes. Ele citou, por exemplo, que está em conversas com fundos de investimento dos Emirados Árabes Unidos e que este país quer intermediar a aproximação comercial do Brasil com a Índia.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO