Área colhida de cana-de-açúcar até outubro é a maior das últimas 5 safras

Segundo o relatório Cana Zoom, em relação ao ciclo passado, o aumento é de 1,2% - alcançando 7,099 milhões de hectares no Centro-Sul
Foto: Reprodução/Internet

O Centro-Sul do Pai colheu na safra atual, até outubro, 7,099 milhões de hectares de cana-de-açúcar, aumento de 1,2% na comparação com o ciclo anterior, de acordo com o relatório Cana Zoom, produzido pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e parceiros. “Trata-se do maior avanço na área colhida das últimas cinco safras, favorecido pelo aproveitamento do tempo acima da média”, diz comunicado da entidade.

O processamento de cana na região chegou a 565,92 milhões de toneladas até o fim de outubro, 3,7% a mais do que em 2019/20, e o Açúcar Total Recuperável (ATR) ficou em 144,9 kg/tonelada, avanço anual de 4,3%. A concentração de açúcar se deve, em parte, ao tempo seco na região, que favorece também a colheita – o aproveitamento do tempo nesta safra está em 87,2%, maior nível desde 2008/2009.

O rendimento da lavoura em outubro de 2020, porém, caiu 5,3% ante 2019, para 63,4 toneladas por hectare. No acumulado da safra 2020/21, entretanto, a produtividade agrícola na região ainda avança 2,4% ante o ano anterior, a 79,6 toneladas por hectare. “Ao considerar que cerca de 90% da área disponível já foi colhida neste ano, dificilmente a queda de rendimento por hectare esperada para os próximos meses de safra por conta da seca irá reverter o aumento de produtividade no ciclo 2020/2021”, afirma, em nota, o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.