Brasil quase dobrou volume de gado em pé exportado em 2018

A exemplo do Paraguai, importadores querem gado para abate e também para reprodução
Foto: N. Garrido

O Brasil praticamente dobrou o volume de animais em pé exportados  em 2018 na comparação com o ano anterior, segundo observou o Cepea em nota divulgada nesta quinta-feira.

De acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria e Comércio, o país embarcou pouco mais de 407 mil cabeças em 2017 e  790 mil cabeças no ano passado. Os maiores destinos dos animais brasileiros foram Turquia, Egito e Líbano, justamente países que, geralmente, preferem realizar o abate do gado conforme suas próprias diretrizes.

+Malásia libera importação de bovinos vivos do Brasil
+Brasil bate novo recorde nas exportações de gado vivo

“As exportações brasileiras de animais em pé, além de ocorrerem para fornecer boi para abates específicos, são voltadas também para atender demandantes à procura de gado com boa genética para reprodução, como é o caso do Paraguai”, explicou o Cepea em nota.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on pocket
Pocket

Posts Relacionados:

Menu

GALERIA DE FOTOS DO INSTAGRAM

Acompanhe e compartilhe:

Fechar Menu
×
×

Carrinho