Cisterna pode ser solução em período de escassez hídrica

Para o pesquisador Julio Palhares, da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos, SP), a cisterna é uma fonte alternativa que pode ser utilizada para diversos usos na propriedade rural

O período de chuvas está começando em várias regiões do país. A captação dessa água contribui para uma atividade pecuária mais sustentável, eficiente e rentável.

Para o pesquisador Julio Palhares, da Embrapa Pecuária Sudeste, a cisterna é uma fonte alternativa que pode ser utilizada para diversos usos na propriedade rural.

“Em momentos de escassez de água, como esse que estamos vivenciando, ter mais uma fonte de água pode significar passar pela época da seca com maior segurança hídrica”, destaca.

Segundo o pesquisador, a cisterna deve ser planejada e dimensionada de acordo com as características produtivas e econômicas da propriedade.

“Agora, início do período chuvoso em algumas regiões, é a hora de implantar a cisterna e começar a captar e utilizar a água da chuva. Na época seca de 2022, ela estará cheia e a propriedade terá essa fonte de água disponível”, explica Julio.

A chuva é uma alternativa para fins potáveis ou não potáveis. Independente do tamanho e da finalidade, esse sistema tem muitos benefícios, como o de não haver cobrança pelo uso, substituição parcial ou integral das fontes superficiais e subterrâneas, a água armazenada pode ser usada para irrigação, limpeza e resfriamento de instalações.

Para consumo dos animais e higienização de equipamentos, a qualidade da água deve ser monitorada pelo usuário.

Reduzir a captação de água de fontes naturais tem impactos ambientais e econômicos positivos. Na produção de carne e leite, a água é usada no consumo dos animais, lavagem das instalações e de equipamentos e irrigação.

VEJA TAMBÉM | Revista DBO em Foco: Medir o consumo de água dos bovinos aumenta a eficiência do sistema de produção

Palhares destaca que a gestão adequada na fazenda colabora para uma atividade agropecuária rentável e, principalmente, ambientalmente responsável. O armazenamento da água da chuva é uma das medidas que contribui para melhorar a eficiência hídrica.

Foto: Julio Palhares

Manutenção da cisterna – O produtor rural deve fazer o correto manejo da cisterna, assim ele garante a disponibilidade de água com qualidade. A manutenção é simples: limpeza e monitoramento. Deve-se limpar as instalações de cobertura, calhas e a cisterna.

Durante a limpeza, a cisterna deve estar seca e é recomendado usar água e sabão. Acúmulo de resíduos ou lodo devem ser retirados por completo. Também é necessário evitar o acúmulo da água de limpeza.

A recomendação é de que a limpeza da cisterna seja feita anualmente. Frequências superiores podem ser necessárias, dependendo das condições do local e da cisterna.

A Embrapa Pecuária Sudeste tem uma publicação que trata do assunto. O documento “Captação de água de chuva e armazenamento em cisterna para uso na produção animal”, de autoria de Julio Palhares, discute vários aspectos do sistema de aproveitamento de água da chuva. O material está disponível no site da Embrapa Pecuária Sudeste, em Publicações (clique AQUI).

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Boi-safrinha de cara nova

CONFIRA os destaques da edição de outubro da Revista DBO; na capa, as novidades deste versátil sistema de produção

Boi-safrinha de cara nova

CONFIRA os destaques da edição de outubro da Revista DBO; na capa, as novidades deste versátil sistema de produção

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.