Confina Brasil conhece a “Cidade do Boi” em Itaporanga

Megaconfinamento no interior de São Paulo possui capacidade estática para 7 a 8 mil animais e gira cerca de 22 mil cabeças durante o ano

A equipe da expedição Confina Brasil visitou as fazendas Bergamini, conhecidas como a “Cidade do Boi”, em Itaporanga, no interior de São Paulo. O confinamento possui capacidade estática para 7 a 8 mil animais e gira cerca de 22 mil cabeças durante o ano.

Toda a produção de carne e grãos (feijão e milho) é destinada aos supermercados da família na capital paulista.

“Capricho é o que define a família Bergamini. O confinamento é bem estruturado e o cuidado com os animais é perceptível. Eles fazem a compactação do bagaço de cana e usam métodos para vedação do silo, afim de aumentar a eficiência do sistema e diminuir perdas”, destaca o médico veterinário e coordenador do Confina Brasil, Felipe Dahas.

VEJA TAMBÉM | Expedição da Scot Consultoria finaliza rota em confinamentos do PR, SC e RS; VÍDEO

Nas fazendas Bergamini, uma rede de encanamento distribui água para todo o pasto, com abundância em locais próximos. São mais de 1.000 km de tubulação interligando minas e caixas em todas as fazendas.

Dahas destaca que o gado é de extrema qualidade e, predominantemente, Nelore. “Os animais vêm de diversos estados, como Tocantins, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. A excelência no tipo dos animais é de encher os olhos”, constata o veterinário,

Outro ponto importante diz respeito aos dejetos do confinamento, todos canalizados às lagoas de decantação, onde é feita a coleta do esterco para uso nas pastagens e lavouras, enriquecendo o solo da fazenda.

Outros negócios – Além do confinamento, os Bergamini também produzem carvão e grãos.

“O carvão é produzido a partir da madeira de eucalipto reflorestado. Feijão e milho são cultivados em outras propriedades ao redor da sede”, destaca Olavo Bottino, médico veterinário e técnico do Confina Brasil.

Além da pecuária, o grupo também trabalha com piscicultura, especialmente em produção de tilápia. “A família é apaixonada por cavalos e cria animais para tropa de campo, lida do gado e animais da raça Quarto de Milha e Paint Horse”, informa Bottino.

SAIBA MAIS | Confinamento: recuo de R$ 13,60 na arroba põe em risco rentabilidade em MS e Pará, aponta consultor

Outro ponto observado nas propriedades é a alta capacidade de armazenagem de insumos (concentrados e volumosos) em silos e barracões. A fabricação da ração é totalmente automatizada.

“Para aumentar a eficiência do negócio, eles utilizam elevadores de grãos e esteiras, coletando os insumos de cada box da fábrica de ração”, diz Bruno Alvim, médico veterinário e técnico do Confina Brasil.

O “prefeito” da cidade – O confinamento da família Bergamini tem um mascote famoso: o touro nomeado como Prefeito. “Ele fica solto no confinamento e é extremamente manso. Os proprietários do megaconfinamento, Odílio Bergamini e o filho Edígio Bergamini, contam que Prefeito é um símbolo que reflete o carinho que todos devem ter com os animais na fazenda”, destaca Alvim.

O Confina Brasil 2021 tem patrocínio ouro da BRA-XP, Elanco, Casale, Nutron e UPL; e patrocínio prata da AB Vista, Associação Brasileira de Angus, Barenbrug, Beckhauser, Confinart, GA (Gestão Agropecuária), Inpasa e Zinpro. A expedição conta ainda com o patrocínio da montadora Fiat e apoio institucional da Assocon, Embrapa Pecuária Sudeste, Embrapa Informática, Hospital de Amor de Barretos e Sociedade Rural Brasileira.

Fonte: Ascom Confina Brasil

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO | Monta curta acelera produtividade

CONFIRA os destaques da edição de setembro da Revista DBO e o ‘Especial Genética e Reprodução’; na capa, veja como duas fazendas de ciclo completo se tornaram modelo de ‘fábrica ideal de produção de bois’

Revista DBO | Monta curta acelera produtividade

CONFIRA os destaques da edição de setembro da Revista DBO e o ‘Especial Genética e Reprodução’; na capa, veja como duas fazendas de ciclo completo se tornaram modelo de ‘fábrica ideal de produção de bois’

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.