Cuiabá recebe o Famato Embrapa Show

O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, relembrou na abertura como a ideia do Famato Embrapa Show surgiu

O Famato Embrapa Show foi aberto oficialmente na noite desta quarta-feira (22/6), no Cenarium Rural, em Cuiabá.

Com o auditório lotado, o evento reuniu pesquisadores, presidentes de sindicatos rurais de Mato Grosso, produtores, entidades de classe das principais cadeias agrícolas do estado, políticos e lideranças de federações agrícolas de outros estados do Brasil.

Abrindo as falas, o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, relembrou como a ideia do Famato Embrapa Show surgiu e afirmou que, ao ver a presença maciça de produtores, pesquisadores e lideranças do setor agropecuário, o sentimento era de missão cumprida.

Foto: Divulgação

“Esse evento é um tributo à ciência e a produção agropecuária brasileira. Se nosso País alcançou, nos últimos 40 anos, um aumento crescente de produção de alimentos em larga escala, com produtividade e sustentabilidade, foi graças a ciência. Um evento como esse une ciência e prática, pois são os produtores que aplicam no dia a dia as inovações e tecnologias desenvolvidas pela Embrapa. É assim que vamos mais além, que vamos produzir mais, atender a demanda mundial por alimentos, continuando socialmente justos e economicamente viáveis. Espero que possamos ter outras edições, que não pare por aqui”, destacou Corral.

O diretor executivo de Pesquisa e Desenvolvimento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Guy Capdeville, reforçou a fala do presidente da Famato ao frisar que a ciência é o verdadeiro embaixador do Brasil.

“Em todos os países que somos convidados a apresentar o trabalho desenvolvido pela Embrapa, é unânime o reconhecimento do quanto nós estamos adiantados em relação ao restante do mundo, no que diz respeito à produção agropecuária sustentável. Enquanto eles ainda estão discutindo o que fazer, nós já fazemos há mais de 30 anos. Nós somos referência internacional em relação às tecnologias. E nestes próximos dois dias vamos mostrar as soluções, pesquisas e os trabalhos que desenvolvemos ao longo de anos”, afirmou Capdeville.

Representando as principais entidades de classe do setor agro, lideranças da Aprosoja-MT, Acrimat, Acrismat e Unem também tiveram falas na abertura do evento, e endossaram o quanto a pesquisa e o trabalho da Embrapa tem sido importante para apoiar agricultores e pecuaristas a terem mais eficiência e sustentabilidade no campo.

O presidente da Federação da Agricultura do Tocantins, Paulo Carneiro, enalteceu que eventos como o Famato Embrapa Show fortalecem ainda mais o setor agropecuário. “É isso que faz uma cadeia forte. E esperamos estar juntos na próxima edição”.

Representando o Governo de Mato Grosso, o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, falou do orgulho que sente em divulgar dentro e fora do Brasil a produção agropecuária sustentável que Mato Grosso possui.

“Somos líderes em produção de carnes, fibras e grãos, preservando 60% do território mato-grossense. Temos uma legislação ambiental das mais rigorosas do Planeta e mesmo assim somos campeões em produtividade. Isso tem que ser destacado”.

Com mais de 60 soluções desenvolvidas pela Embrapa, o Famato Embrapa Show reúne cerca de 60 profissionais, entre pesquisadores e analistas de transferência de tecnologia.

Além deles, representantes de empresas licenciadas para comercialização de sementes e de produtos desenvolvidos pela Embrapa também estão presentes no evento, gerando possibilidade de aquisição futura das tecnologias que são comercializadas. Muitas das tecnologias, como os aplicativos e recomendações de manejo, são gratuitas.

Parcerias – O senador Wellignton Fagundes enalteceu a importância dos governos seguirem investindo em ciência e tecnologia.

“Sempre fui parceiro do Sistema S e reconheço a importância que a Famato tem no bom momento que o agronegócio mato-grossense e nacional vivem. Isso é fruto de um forte trabalho desenvolvido pelas entidades”, disse.

Gustavo Oliveira, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), também elogiou a vanguarda da Famato em promover um evento que reúne tantas inovações.

“Vejo que a Famato está cada vez mais voltada à sua vocação, de apoiar o homem do campo. Quem dera o setor da indústria tivesse uma Embrapa também. Agradeço a oportunidade de tantas parcerias, seja pelo Senar ou junto com a Famato”.

Outra importante parceria com a Famato foi destaque no evento de abertura: o projeto Patrulhamento Rural. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Mendes, falou sobre a iniciativa, que é realizada entre a Famato e a Polícia Militar de Mato Grosso, e visa a segurança do homem e da mulher no campo.

Programação – A programação técnica do Famato Embrapa Show inicia nesta quinta e segue até a sexta-feira (23 e 24), no auditório principal, com painéis de debate compostos por palestras e momento para perguntas e respostas.

Alguns temas receberam destaque na programação devido a seu caráter estratégico para o futuro do agro mato-grossense. São eles: solos sustentáveis, agroenergia, sistemas integrados de produção e manejo integrado de pragas. Os quatro serão foco central dos painéis de debate que ocorrem nos dias 23 e 24 de junho.

Anderson Galvão, CEO da consultoria Céleres, traçará um painel com projeções da agricultura brasileira para os próximos anos na tarde de sexta (24). Em seguida, será a vez do ex-ministro e ex-deputado federal Aldo Rebelo se apresentar realizando um balanço dos dez anos de implantação do Código Florestal Brasileiro e o estado de sustentabilidade da agropecuária do Brasil.

O Famato Embrapa Show possui ainda dois ambientes com atrações simultâneas. A Mostra de Tecnologia, com show room de aplicativos, equipamentos, produtos, cultivares e protocolos de produção. E um circuito de minipalestras simultâneas.

Confira a programação na íntegra: clique AQUI.

Fonte: Ascom Famato/Embrapa

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.