Exportação de carne bovina em maio sobe 9,3% ante abril, diz Abiec

Vendas brasileiras do produto em maio deste ano totalizaram 149.960 toneladas, alta de 9,3% em comparação com abril de 2019. Rússia impulsionou o crescimento

As exportações brasileiras de carne bovina em maio deste ano totalizaram 149.960 toneladas, alta de 9,3% em comparação com abril de 2019, informou nesta terça-feira, 11, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

A receita cambial no período foi de US$ 575,98 milhões, avanço de 11,4% ante o mês anterior. O mês de maio teve o melhor resultado do ano. A Abiec não comparou os dados de maio com os de maio de 2018 porque, no ano passado, houve uma alteração na metodologia de dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o que causou atraso na divulgação dos dados mensais.

Continue a leitura após o anúncio

De acordo com os dados divulgados pela Secex, o avanço em relação a maio de 2018 foi de 34,20% no volume das exportações de 23,90% nas receitas – ressaltando que é possível haver distorção nesse aumento.

Segundo a Abiec, foi a Rússia quem impulsionou o crescimento das exportações. O país retomou os embarques no ano passado e terminou maio como o oitavo principal destino da carne bovina do Brasil, com 7.362 toneladas de volume e US$ 24,2 milhões em receita.

No acumulado de janeiro a maio, o Brasil exportou 692.829 toneladas, 16,7% a mais do que no mesmo período de 2018. A receita subiu 7,7% maior no mesmo intervalo, chegando a US$ 2,60 bilhões.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO