Exportação do Brasil ao mercado árabe cresce 55%

País teve aumento nas vendas de vários produtos agrícolas aos países árabes em janeiro

As exportações do Brasil aos países árabes avançaram 55% em receita no mês de janeiro sobre igual período de 2021, segundo informações compiladas pelo Departamento de Inteligência de Mercado da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, com base em dados do governo federal.

A maioria dos principais produtos embarcados foram do agronegócio e o aumento das vendas do setor impulsionou os embarques à região.

No total, o Brasil faturou US$ 1,33 bilhão com exportações ao mercado árabe no primeiro mês deste ano. O milho respondeu por US$ 230,7 milhões e teve alta de 60,9% nas exportações em relação a janeiro do ano passado.

O minério de ferro foi o segundo produto mais vendido, com US$ 193 milhões e queda de 2,5%. O minério foi o único produto, entre os cinco principais da pauta, com diminuição na comercialização.

A carne de frango foi o terceiro produto que o Brasil mais vendeu aos árabes, com o qual obteve receita de US$ 191,7 milhões e aumento de 27,5% sobre janeiro de 2021.

VEJA TAMBÉM | Brasil e Irã assumem compromisso para ampliar trocas de produtos agropecuários

Em quarto lugar ficou o açúcar, com US$ 178 milhões e avanço de 29,7%, e em quinto no ranking apareceu a carne bovina, com US$ 126,7 milhões e crescimento de 181%. O aumento da exportação de carne foi impulsionado pelas compras do Egito.

O Departamento de Inteligência de Mercado ressaltou que todos os indicadores do comércio do Brasil com os árabes tiveram alta em janeiro.

As importações de produtos árabes pelo Brasil avançaram 134%, a corrente comercial cresceu 77%, para US$ 2,1 bilhões, e superávit que o Brasil obteve subiu 6,3% e ficou em US$ 566 milhões.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.