Frango começa o ano com preços em alta no atacado

No atacado da Grande São Paulo, considerando-se a média desse início de mês, a diferença entre os preços das carnes de frango e suína é a maior de toda a série histórica do Cepea, iniciada em 2004

Os preços da carne de frango no atacado estão subindo no início deste ano, mesmo com demanda mais fraca, informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

“A sustentação pode estar vindo da atual maior competitividade da proteína avícola, tendo em vista os elevados patamares de preços das principais carnes substitutas, a bovina e suína”, apontou em relatório.

No atacado da Grande São Paulo, considerando-se a média desse início de mês, a diferença entre os preços das carnes de frango e suína é a maior de toda a série histórica do Cepea, iniciada em 2004. Na parcial de janeiro, o frango resfriado é cotado no atacado paulista a R$ 5,15 o quilo em média e a carcaça especial suína, a R$ 9,91/kg.

No caso da carcaça casada bovina, a diferença, na média de janeiro, é R$ 8,90. A carcaça casada bovina registra média de R$ 14,05/kg em janeiro.

Entre 2 e 8 de janeiro, o frango inteiro congelado se valorizou 2,8% na Grande São Paulo e 1,8% em São José do Rio Preto (SP), a R$ 5,38/kg e a R$ 5,62/kg, respectivamente, na quarta-feira (8). Em Pará de Minas (MG), o produto congelado subiu 3,4%, passando de R$ 5,06/kg no dia 2 para R$ 5,23/kg na quarta-feira.

Ainda conforme o Cepea, o preço do frango resfriado, na região paulista, subiu 1,8% entre 2 e 8 de janeiro, para R$ 5,21/kg, em média. “Em São José do Rio Preto e em Pará de Minas, na mesma comparação, a carne foi comercializada, em média, a R$ 5,62/kg e R$ 5,30/kg, respectivamente, altas de 1,8% e 3,6% nos últimos sete dias”, informa.

O centro de estudos ressalva que no mercado de cortes os movimentos de preços têm sido distintos. Na Grande São Paulo, o preço do peito congelado foi para R$ 6,21/kg na quarta-feira, avanço de 0,8% entre 2 e 8 de janeiro. A cotação da asa, no mesmo comparativo, passou a R$ 9,91/kg, alta de 0,5% na semana.

Já os valores do filé e coração, ambos congelados, tiveram recuos de 3,4% e 3,1%, respectivamente, negociados, em média, a R$ 8,12/kg e a R$ 14,39/kg, no dia 8.

Em relação ao mercado de frango vivo, os preços se mantiveram estáveis em todas as regiões pesquisadas pelo Cepea, com o animal comercializado em São Paulo, São José do Rio Preto e em Pará de Minas nas médias de R$ 3,17/kg, R$ 3,10 e R$ 3,47/kg, respectivamente.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.