Leilão do Carlito celebra 28 anos com a oferta de touros e obtém total liquidez

O pecuarista Carlos Alberto de Oliveira Guimarães promoveu virtual com lotes de reprodutores Nelore PO, que saíram à média de R$ 15.150
Foto: Reprodução / Facebook

A Nelore Reata, criatório capitaneado por Carlito Guimarães e Fátima Roriz e que soma 56 anos de seleção com a raça zebuína no Vale do Araguaia, na região do Xingu mato-grossense, montou na tarde de 22 de novembro sua tradicional vitrine anual de vendas com reprodutores PO.

Em sua 28ª edição, o “Leilão Virtual do Carlito” ofertou ao mercado exemplares com idade entre 24 e 30 meses, em média, prontos para o serviço a campo e com avaliações genéticas de destaque no Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), da ABCZ.

No balanço final, foram comercializados 150 touros Nelore melhoradores e criados a pasto da safra 2017/18, contabilizando receita de R$ 2,2 milhões. A liquidez foi total, reunindo compradores do Mato Grosso, Tocantins, Goiás, Mato Grosso do Sul e Pará.

Já a média geral bateu em R$ 15.152 – valor equivalente a 57,[email protected] de boi gordo para pagamento à vista na região Norte do Mato Grosso (R$ 265/@), de acordo com levantamento da Scot Consultoria.

A organização do pregão virtual da família Guimarães foi da Estância Bahia Leilões, com transmissão pelo canal Terraviva e retransmissão pelo aplicativo EBL Web. O comando do martelo ficou a cargo do leiloeiro rural Adriano Barbosa. Pagamentos: 30 parcelas.

Acompanhe os resultados dos principais pregões de todo o Brasil no Jornal de Leilões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.