Lucro da Bayer cai 36,5% e atinge US$ 1,39 bilhões no 1º trimestre

Segundo a companhia, o desempenho trimestral foi influenciado por encargos pontuais associados à aquisição da norte-americana Monsanto

A Bayer obteve lucro líquido de 1,24 bilhões de euros (US$ 1,39 bilhões) no primeiro trimestre de 2019, recuo de 36,5% ante o reportado no mesmo período de 2018, de 1,95 bilhões de euros, conforme informou a empresa na manhã desta quinta-feira, 25 de abril. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 3,13 bilhões de euros, valor 11,4% superior ao do 1º trimestre de 2018 de 2,81 bilhões de euros, enquanto o Ebitda ajustado registrou alta de 44,6% na comparação trimestral, passando de 2,89 bilhões de euros para 4,18 bilhões de euros.

As vendas aumentaram 42,4%, a 13,02 bilhões de euros, em comparação com 9,14 bilhões de euros no primeiro trimestre do ano anterior. Segundo a companhia, o desempenho trimestral foi influenciado por encargos pontuais associados à aquisição da norte-americana Monsanto, cerca de 492 milhões de euros, e por custos relacionados à sua reestruturação, em torno de 393 milhões de euros. Analistas consultados pela FactSet esperavam lucro líquido de 1,38 bilhão de euros e vendas de 12,54 bilhões de euros.

Após a divulgação dos resultados financeiros, as ações da Bayer avançavam 3,34% na Bolsa de Frankfurt, sendo negociadas a 62,21 euros, às 9h45 (horário de Brasília). A divisão Crop Science, que inclui produtos agrícolas, registrou 6,444 bilhões de euros em vendas no 1º trimestre de 2019, um aumento de 125% em relação aos 2,861 bilhões do primeiro trimestre do ano anterior.

Já o Ebitda foi de 1,704 bilhão de euros no trimestre, 73,7% acima dos 981 milhões apresentados no mesmo período de 2018. A divisão de Saúde Animal gerou 421 milhões de euros em vendas no primeiro trimestre desse ano, alta de 1,7% em comparação com igual intervalo de 2018. Já o Ebitda caiu 2,2% no período de 139 milhões de euros para 136 milhões de euros.

Analistas do banco de investimentos Bernstein disseram que as divisões farmacêutica e de ciências agrícolas foram as principais responsáveis pelos ganhos da companhia no primeiro trimestre. O analista do banco de investimentos Citi, Peter Verdult, avalia que os resultados foram positivos, mas provavelmente não vão desviar a atenção dos investidores do litígio sobre o glifosato, e que as ações continuarão a ser negociadas em níveis mais baixos até que os riscos legais sejam resolvidos.

A multinacional alemã disse que atualmente enfrenta 13,4 mil processos judiciais envolvendo o Roundup, herbicida à base de glifosato, número atualizado em 11 de abril, em comparação com 11,2 mil ações no fim de fevereiro. O produto químico era produzido pela Monsanto, que a Bayer adquiriu em 2018 por US$ 63 bilhões.

A Bayer não informou provisão para custos com a defesa ou possíveis indenizações resultantes do litígio e ressaltou que continuará se defendendo “vigorosamente” em todas as ações judiciais. A companhia confirmou metas de crescimento para 2019. A Bayer espera que as vendas totalizem cerca de 46 bilhões de euros no final deste ano e projeta Ebitda de 12,2 bilhões de euros. A orientação da empresa é de 6,80 euros por ação também no fim deste ano.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print

Notícias relacionadas:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: