Menor produção de etanol nos EUA pode ser reflexo de mais medidas restritivas

Segundo a StoneX, a menor demanda pelo biocombustível pode ofuscar parcialmente a forte demanda externa por milho dos norte-americanos que vem sendo registrada este ano
Foto: Reprodução

A queda da produção de etanol nos Estados Unidos está sendo vista por alguns analistas como um possível sinal de que Estados norte-americanos adotaram medidas para limitar a propagação do novo coronavírus nos próximos meses, quando casos de gripe são mais comuns.

O presidente Trump prometeu que não haveria outro fechamento nacional da economia, mas alguns Estados com grande número de veículos estão ameaçando com fechamentos localizados“, disse Arlan Suderman, da StoneX.

Segundo ele, a menor demanda por etanol pode ofuscar pelo menos parcialmente a forte demanda externa por milho dos EUA que vem sendo registrada este ano. No país, o biocombustível é feito principalmente com milho e o setor costumava consumir mais de um terço da safra doméstica.

Saiba mais
Produção de etanol nos Estados Unidos cai 2,56% na semana

Mais cedo, a Administração de Informação de Energia dos EUA disse que a produção média de etanol foi de 913 mil barris por dia na semana encerrada em 16 de outubro, volume 2,56% menor do que o registrado na semana anterior, de 937 mil barris por dia. Os estoques do biocombustível no período caíram 0,3%, para 19,7 milhões de barris.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.