Milho segue com preços firmes

Indicador Esalq/BM&FBovespa subiu 1,2%, fechando a R$ 42,13/sc na sexta-feira
Foto: Guilherme Viana/Embrapa.

De acordo com o Cepea, a menor produção da safra verão e a expectativa de disponibilidade restrita nas próximas semanas fez com que produtores de milho mantivessem a elevação dos valores de venda. Esses agricultores também estão concentrados na finalização da colheita de soja e, em alguns casos, no semeio da segunda safra de milho.

Os compradores consultados pelo centro de estudos, por sua vez, adquirem novos lotes no spot quando há necessidade de repor estoques e, neste caso, precisam pagar preços superiores para conseguir fechar negócios.

Segundo o Cepea, nesta situação o movimento de alta nas cotações segue firme na maior parte das regiões, sobretudo nas consumidoras de São Paulo e do Paraná.

De 1ª a 8 de março, o Indicador Esalq/BM&FBovespa subiu 1,2%, fechando a R$ 42,13/sc na sexta-feira, 8 de março.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

Fechar Menu
×

Carrinho