Milho segue com preços firmes

Indicador Esalq/BM&FBovespa subiu 1,2%, fechando a R$ 42,13/sc na sexta-feira
Foto: Guilherme Viana/Embrapa.

De acordo com o Cepea, a menor produção da safra verão e a expectativa de disponibilidade restrita nas próximas semanas fez com que produtores de milho mantivessem a elevação dos valores de venda. Esses agricultores também estão concentrados na finalização da colheita de soja e, em alguns casos, no semeio da segunda safra de milho.

Os compradores consultados pelo centro de estudos, por sua vez, adquirem novos lotes no spot quando há necessidade de repor estoques e, neste caso, precisam pagar preços superiores para conseguir fechar negócios.

Continue a leitura após o anúncio

Segundo o Cepea, nesta situação o movimento de alta nas cotações segue firme na maior parte das regiões, sobretudo nas consumidoras de São Paulo e do Paraná.

De 1ª a 8 de março, o Indicador Esalq/BM&FBovespa subiu 1,2%, fechando a R$ 42,13/sc na sexta-feira, 8 de março.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO